Estudo bíblico sobre o livro de Mateus

Oi amigos (as),

 

Já escrevi mais de 100 posts com estudos bíblicos. E hoje quero compartilhar com vcs sobre o primeiro livro do Novo Testamento, o livro de Mateus.

 

Vou tentar compartilhar com vcs sobre todos os livros do Novo testamento a partir de hoje até o final do mês de setembro, já que nesse período eu serei professora dessa matéria na igreja onde freqüento aqui em Santiago/Chile.

 

Se vc gosta de ler como eu com certeza faremos uma boa equipe de estudos.

 

Nesse texto hoje vou falar sobre quem é o autor do livro de Mateus, a data em que o livro foi escrita, o destinatário, o propósito com que o livro foi escrito e por fim os temas principais que são abordados pelo autor.

 

 

livro mateus

 

O livro de Mateus é o 1° livro do Novo Testamento.

 

Primeiro quero contar a vcs que os primeiros quatro livros do Novo Testamento são conhecidos como “ evangelhos”, uma palavra grega que significa “ boas novas” . Todos esses quatro livros contam a história de Jesus.

 

Os livros de Mateus, Marcos e Lucas por serem muito semelhantes são conhecidos como “evangelhos sinópticos”. Em grego essa palavra se deriva de “synoptikos” , a forma adjetivada vem de “ synopsis”, palavra que é formada por “ syn” que em português significa “ com” e “ opsis” que significa vista. Por tanto, o significado dessa palavra grega em português é “ ver junto ou ver unido”, isto é, devemos ver a vida e ensino de Jesus com o mesmo ponto de vista.

 

De acordo com a maioria dos teólogos o problema sinóptico diz respeito as fontes informativas usadas pelos autores. Uns dizem que não houve documento em comum, outros dizem que todos usaram um documento apenas, outros dizem que foram dois, e outros dizem que foram quatro documentos usados em comum.

 

Vou resumir da seguinte maneira para que vcs possam entender:

 

  • Os manuscritos gregos sobre o Novo Testamento podem ser:

 

Papiros: documentos escritos em papiros. Hoje existem aproximadamente 76 papiros

 

Manuscritos Unciais: são livros escritos em pergaminhos, com letras maiúsculas, existem aproximadamente 252 desses livros

 

Manuscritos minúsculos: são livros escritos em pergaminhos, com letras minúsculas, existem aproximadamente 2.646 desses livros, datados do século IX ate o século XV.

 

Manuscritos lecionarios: são livros que trazem o texto do NT dividido em passagens para ser lidos na igreja, existem aproximadamente 1.997 desses livros

 

* Citações realizadas pelos pais da igreja em seus livros. As citações realizadas pelos pais da igreja em seus livros são numerosas e somente com elas poderíamos reconstruir todo o conteúdo do Novo Testamento. Mas, cumpre ressaltar que essas citações não são consideradas manuscritos.

 

Logo, existem aproximadamente 5.000 manuscritos gregos sobre o Novo Testamento. E cada um possui um nome com sua designação, data, localização, conteúdo e tipo de texto (alexandrino, cesareno, bizantino, ocidental, ).

 

Ostracas: Também existem as OSTRACAS, que são pedaços de cerâmicas que possuem textos do Novo Testamento. Existem aproximadamente 25 dessas cerâmicas

 

Amuletos: Também existem os AMULETOS, que são talismãs da sorte escritos em papiros, pergaminho, barro ou madeira, com textos do Novo Testamento.

 

Traduções: Além disso existem traduções Novo Testamento em grego para outros idiomas:

 

As traduções mais importantes são:

 

  • Latim, o novo testamento foi traduzido para o latim e hoje possuímos aproximadamente 10.000 traduções do Novo Testamento em latim, o dobro que existe em grego.As versões em latim são divididas em 3 categorias: africana (Cipriano), européia(Irineu), italiana (Agostinho). A versão que conhecemos como Vulgata foi uma tradução realizada por Jerônimo a pedido do papa Damásio.

 

As versões mais famosas em latim são conhecidas pelos seguintes nomes:

 

Versões africanas: Codex Palatinus, Codex Fleury, codex Bobbiensis

 

Versões européia: codex Vercellensis, codex Veronensis, codex colbertinus, codex Bezae, codex Corbiensis, codex Gigas

 

Não vou entrar muito em detalhes para não fugir do objetivo do post.

 

  • Siríaco, existem apenas duas traduções em sírio (codex Sinaiticus, Codex Curetoniano), mas são importantes, porque por meio delas foi realizado uma padronização chamada Peshitto, e hoje existem 350 manuscritos da compilação Peshitto com um Canon de 22 livros do Novo Testamento.

 

  • Copta, o Novo testamento do Egito, escrito no idioma egípcio.

 

  • Armênio, as traduções para o idioma Armênio são datados no começo do século V depois de Cristo D.C., e já foram catalogados mais de 2.000 manuscritos com esse idioma.

 

Existem outras traduções, mas para fazer um resumo essas são as mais importantes.

 

Voltando ao tema, os arqueólogos e teólogos pensam que os documentos usados em comum pelos autores dos evangelhos sinópticos poderiam ser: narrativa de testemunhas oculares de Pedro, tradições orais e escritas da igreja de Antioquia da Síria e de Cesárea, Protomarcos e Quelle.

 

Poderíamos dizer com certeza que Mateus e Lucas possuem em comum 250 versículos, que não está no livro de Marcos.O livro de Marcos e Mateus possui 600 versículos em comum.

 

Por tanto, é inegável que Marcos seja a principal fonte histórica dos livros sinópticos.

 

Então, se os quatro evangelhos são considerados palavra de Deus como pode então haver diferença entre eles? Diferenças no texto, seqüência, ordem cronológica e conexão histórica.

 

Compare esses textos para que vc possa conferir algumas diferenças:

 

Mateus 4:17 x Marcos 1:14-15

Mateus 13:11 x Marcos 4:11 x Lucas 8:10

Mateus 13:24 x Marcos 4:26

 

E a resposta é muito simples. Cada um dos evangelhos foi escrito para destinatários diferentes e com propósitos diferentes. Nenhum dos autores acrescentou ou se esqueceu de alguma coisa, eles somente escreveram e usaram palavras necessárias para seu propósito.

 

De todas as maneiras os autores dos quatro primeiros livros do Novo testamento usaram os meios de conhecimento para escrever seus textos, tais como: cinco sentidos, razão, intuição, revelação.

 

Isso está claro quando analisamos alguns versículos dos evangelhos:

 

Leiamos Lucas 1: 1-4

1 Tendo, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram, 2 segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio e foram ministros da palavra, 3 pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelentíssimo Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o princípio, 4 para que conheças a certeza das coisas de que já estás informado.

 

Lucas relata que entrevistou várias pessoas para saber exatamente sobre o que passou na vida de Jesus e que várias dessas pessoas ainda estavam vivas para contar os fatos. Lucas relata que fez uma investigação minuciosa, e o autor tinha certeza sobre a verdade do conteúdo que havia escrito.

 

Espero ter esclarecido um pouco sobre a historia dos quatro evangelhos.

 

 

QUEM FOI O AUTOR DO LIVRO DE MATEUS:

 

Diferentemente de outros livros, esse não possui o nome do Autor. Por isso, muitos crêem se tratar de uma obra anônima.

 

Mas a maioria dos teólogos possuem opinião favorável de que o autor do livro foi Mateus, o publicano, discípulo escolhido por Jesus.

 

A evidência mais forte em prol da autoria de Mateus é o fato do livro haver sido reputado como de Mateus pelos pais da igreja. Esse livro foi identificado como sendo de Mateus por PAPIAS, conforme citado por Eusébio em seu livro Historia Eclesiástica III.39, também foi citado por IRINEU , ORIGENES e por EDUSEBIO. Ou seja, a tradição antiga reputa o livro como sendo de autoria de Mateus.

 

Então, vejamos quem era Mateus.

Lucas 5:27-27

E, depois disso, saiu, e viu um publicano, chamado Levi, assentado na recebedoria, e disse-lhe: Segue-me. 28 E ele, deixando tudo, levantou-se e o seguiu.

 

Mateus 9:9

9 E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na alfândega um homem chamado Mateus e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.

 

Mateus 10:3

3 Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu;

 

Lucas 6:12-14

12 E aconteceu que, naqueles dias, subiu ao monte a orar e passou a noite em oração a Deus. 13 E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos: 14 Simão, ao qual também chamou Pedro, e André, seu irmão; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu;

 

Mateus tinha dois nomes, Levi e Mateus. Provavelmente um era seu nome em hebreu original e o outro grego.

 

Sabemos que Mateus foi um arrecadador de impostos, um dos 12 discípulos e um dos apóstolos. Portanto, Mateus foi testemunha ocular de todo o ministério de Jesus. Devido a sua profissão se supõe que era um homem educado, que sabia usar o sistema de “ taquigrafia” para manter os registros contábeis. E portanto era uma pessoa capaz de escrever o que uma pessoa falava e registrar fielmente suas palavras.

 

 

QUAL FOI A DATA EM QUE O LIVRO DE MATEUS FOI ESCRITO:

 

A data em que foi escrita é entre 50-80 DC. (Depois de Cristo)

Como esse livro possui muito material judaico se supõe que foi escrito na Palestina. Mas a idéia mais comum é de que tenha sido escrito em Antioquia ou Damasco na Síria. A evidência aponta para Síria porque ai existia um centro cristão em Antioquia, e também pela proximidade geográfica com a Palestina.

 

 

QUEM É O DESTINATÁRIO DESSE CARTA?

 

O relato dos primeiros cristãos nos informa que o livro foi escrito para os judeus recém convertidos, sendo esse um tipo de manual ou introdução a Fé em Jesus Cristo.

 

Por se tratar do evangelho mais universal, muitos teólogos pensam que não houve uma localidade para a qual foi determinada.

 

Mas se temos que supor os destinatários desse livro, certamente creio que visava aos cristãos judeus que viviam na Ásia Menor e Síria.

 

 

VERSICULO CHAVE DO LIVRO?

 

Mateus 21:4

4 Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta, que diz:

 

Mateus 5:17

17 Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim ab-rogar, mas cumprir.

 

 

Além desses dois versículos vários outros apontam para esse mesmo tema, vejamos:

 

Mateus 2:15

15 E esteve lá até à morte de Herodes, para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: Do Egito chamei o meu Filho.

 

Mateus 2:17

17 Então, se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias, que diz:

 

Mateus 2:23

23 E chegou e habitou numa cidade chamada Nazaré, para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno.

 

Mateus 8:17

17 para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e levou as nossas doenças.

 

Mateus 12:17

17 para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz:

 

Mateus 13:35

35 para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta, que disse: Abrirei em parábolas a boca; publicarei coisas ocultas desde a criação do mundo.

 

Mateus 27:9

9 Então, se realizou o que vaticinara o profeta Jeremias: Tomaram as trinta moedas de prata, preço do que foi avaliado, que certos filhos de Israel avaliaram.

 

 

QUAIS OS PROPÓSITOS DESSE LIVRO ?

 

O propósito com que foi escrito esse livro é mostrar que Jesus é o Messias, o Cristo.

 

Podemos enumerar alguns propósitos para ficar mais detalhado para vcs:

 

  • O autor do livro explica que o cristianismo é uma graduação acima do judaísmo

 

  • Que Jesus é o novo Moisés, e seus ensinamentos são uma nova lei, lembrando-se que a revelação que Jesus trouxe é maior do que a de Moisés, por isso, Jesus possui mais autoridade lhe é superior.

 

  • O evangelho foi escrito para consolar vários cristãos que passaram a ser perseguidos

 

  • Esse evangelho foi escrito para erguer uma nova autoridade na igreja, para fazer discípulos e instruí-los

 

  • Foi escrito um pequeno compêndio com os ensinamentos de Jesus para construir um alicerce sobre a doutrina de Jesus

 

  • Esse evangelho foi escrito para satisfazer as necessidades da igreja que estava em crescimento.

 

  • Esse livro revela Jesus como um homem poderoso, um potente operador de milagres.

 

 

EM QUE IDIOMA FOI ESCRITO O LIVRO DE MATEUS?

 

A tradição antiga diz que o livro foi escrito em aramaico. Mas os eruditos atuais pensam que esse evangelho teve um original escrito em idioma grego, principalmente pelo fato de que foram descobertas como 1.400 cópias no idioma grego sobre o livro de Mateus.

 

Por essa razão e devido a similitude com o livro de Marcos os eruditos modernos pensam que o original desse livro foi escrito em grego.

 

Com relação ao estilo do autor fica claro a preferência por arranjos aritméticos, ou seja, sempre usava grupo de três, ou de 7, vejamos alguns exemplos:

Leiamos primeiro os grupos de 3:

 

  • Mateus 1: 1-17 genealogia

 

  • Mateus 4:1-11 três tentações

 

  • Mateus 6:1-18 três ilustrações da retidão

 

  • Mateus 7:7 três mandamentos

 

  • Mateus 8:1-15 três milagres de cura

 

  • Mateus 8:8:23- a 9:9 Três milagres de poder

 

  • Mateus 9:14-17 tríplice resposta para explicar jejum

 

  • Mateus 10:26,28,31 tríplice não temas

 

  • Mateus 10:37,38 tríplice repetição não é digno de mim

 

  • Mateus 13:1-32 três parábolas da semeadura

 

  • Mateus 18:10-14 três frases sobre as crianças (pequeninos)

 

  • Mateus 21:28 e22:14 três parábolas com advertências

 

  • Mateus 22:15-40 três perguntas difíceis feitas por adversários

 

  • Mateus 26:39-44 três orações no Getsemani

 

  • Mateus 26:69-75 três negações de Pedro

 

 

Leiamos agora os grupos de 7:

 

  • Mateus 6:9-13 sete clausulas oração Pai nosso

 

  • Mateus 12:45 sete demônios

 

  • Mateus 13 sete parábolas

 

  • Mateus 18:22 perdão

 

  • Mateus 22:25 sete irmãos

 

  • Mateus 23 sete ais

 

mateus 2

 

QUAIS OS TEMAS PRINCIPAIS DESSA EPÍSTOLA?

 

Primeiramente ressaltamos que diferentemente dos outros evangelhos o livro de Mateus traz o seu conteúdo com um enfoque tópico e não cronológico.

 

O enfoque é provar que Jesus é o Messias e por isso o livro começa com a genealogia partindo com Abraão, o pai da nação judia, demonstrando que Jesus é descendente legal (não por sangue) de Davi através de seu pai terreno José, conforme vemos em Mateus 1:1-2 e 16.

 

Depois de estabelecer o direito legal de Jesus ao trono de Davi, Mateus relata o nascimento de Jesus (capitulo 1), sua juventude (capitulo 2), seu batismo por seu primo João Batista (capitulo 4), a tentação no deserto (capitulo 4).

 

A partir do capitulo 3, a ordem cronológica é abandonada e o autor passa a escrever por temas. Por exemplo o capitulo 13 possui a metade das parábolas registradas no livro de Mateus nos capítulos 7-14. Os capítulos 8 e 9 relatam a metade dos milagres descritos nos capítulos de 10-20.

 

O resto do livro esta organizado em 5 grandes discursos de Jesus vejamos:

 

  • O sermão da montanha (capítulos 5-7)

 

  • A instrução aos discípulos (capitulo 10)

 

  • O discurso sobre as parábolas do Reino (capitulo 13)

 

  • O discurso sobre o Reino dos céus (capitulo 18)

 

  • O discurso sobre a volta do Rei (capitulo 24-25)

 

 

Para mostrar para vcs que a cronologia não era importante para o autor, segue abaixo quadro comparativo entre o Sermão da Montanha de Mateus e Lucas:

 

Mateus Lucas
5:13 14:34
5:18 16:17
5:25,26 12:58
5:32 16:18
6:9-13 11:2-4
6:22,23 11:34-36
6:24 16:13
6:25 12:22,23
6:26-34 12:24-31
7:7-11 11:9-13
7:13 13:24
7:22,23 13:25-27

 

 

 

Cada um desses discursos começa com os discípulos se reunindo com Jesus e termina com uma frase chave, que podemos ler em :

 

Mateus 7:28

28 E aconteceu que, concluindo Jesus este discurso, a multidão se admirou da sua doutrina,

 

Mateus 11:1

11 E aconteceu que, acabando Jesus de dar instruções aos seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles.

 

Mateus 13:53

53 E aconteceu que Jesus, concluindo essas parábolas, se retirou dali.

 

Mateus 19:1

19 E aconteceu que, concluindo Jesus esses discursos, saiu da Galileia e dirigiu-se aos confins da Judeia, além do Jordão.

 

Mateus 26:1

26 E aconteceu que, quando Jesus concluiu todos esses discursos, disse aos seus discípulos:

 

 

O autor termina o livro em ordem cronológica, relatando a crucificação, ressurreição de Jesus e a grande comissão (capítulos 26-28).

 

 

CONTEÚDO ÚNICO LIVRO DE MATEUS

 

Agora vamos ver o conteúdo único do livro de Mateus, ou seja, o que tem no livro de Mateus que não possui em nenhum outro evangelho.

 

Existem algumas parábolas que existem somente no livro de Mateus. Existe 41 parábolas nos evangelhos sinópticos e não existe parábolas no livro de João. Das 41 parábolas existentes, 23 estão relatadas no livro de Mateus. Dessas 23 existe 10 que não estão escritas em nenhum outro livro sinóptico.

 

Quais são as parábolas únicas do livro de Mateus?

 

  • Parábola do joio (Mateus 13:36-46)

 

  • Parábola do tesouro escondido (Mateus 13:34)

 

  • Parábola da perola de grande preço (Mateus 13:45,46)

 

  • Parábola da rede de pesca (Mateus 13:47-50)

 

  • Parábola do servo sem misericórdia (Mateus 18:23-35)

 

  • Parábola dos trabalhadores na vinha (Mateus 20:1-16)

 

  • Parábola dos dois filhos (Mateus 22:1-14)

 

  • Parábola das bodas (Mateus 22:1-4)

 

  • Parábola das bodas (Mateus 22:1-14)

 

  • Parábola das dez virgens ( Mateus 25: 1-13)

 

  • Parábola das ovelhas e dos bodes (Mateus 25:31-46)

 

 

Quais são os milagres relatados apenas no livro de Mateus?

 

  • Cura dos dois cegos (Mateus 9:27
  • Libertação do endemoninhado surdo-mudo (Mateus 9:32)
  • Moeda na boca do peixe (Mateus 17:24

 

 

Quais os acontecimentos relatados apenas por Mateus?

 

  • Visita dos Reis magos (Mateus 2:1)

 

  • Fuga de Jesus para o Egito (Mateus 2:13,14

 

  • Matança dos inocentes (Mateus 2:16)

 

  • A volta de Jesus para Nazaré (Mateus 2:19-23)

 

  • Visita dos fariseus e outros a João Batista (Mateus 3:7)

 

  • As trinta moedas de prata (Mateus 26:15

 

  • Devolução das moedas de prata (Mateus 27:3-10)

 

  • O sonho da esposa de Pilatos (Mateus 27:19)

 

  • Os santos que ressuscitaram depois da morte de Jesus (Mateus 27: 52)

 

  • A guarda que ficou ao lado do tumulo de Jesus (Mateus 27:64-66)

 

  • Suborno pago aos soldados romanos ( Mateus 28:12,13)

 

  • O grande terremoto (Mateus 28:2)

 

A genealogia de Jesus no livro de Mateus.

 

Mateus e Lucas são os únicos que escrevem sobre a genealogia de Jesus.

 

No livro de Mateus o autor mostra a descendência legal de Jesus via seu “pai terrenal” José. Essa árvore genealógica está resumida e por isso falta alguns nomes. De todas as maneiras abarca 42 gerações em um período de dois mil anos.

 

A genealogia está dividida em três partes de catorze gerações cada. O primeiro grupo seria de Abraão a Davi, o segundo grupo de Davi ao exílio babilónico, e o terceiro grupo de do exílio até Jesus. Essa divisão está ligada a cada época da história do povo de Israel que seria a Monarquia, Cativeiro e Messias.

 

O único problema dessa genealogia seria o prosseguimento da linhagem através de Jeconias, já que o profeta Jeremias escreveu que ele não tinha filhos.

 

Explico que Jeconias ( a Crônicas 3:16) é chamado de Jeoaquim em 2 Crônicas 36:8 e em 2 reis 24:6. E em Jeremias 22:24 aparece sob a forma de Jeconias.

 

Vejamos os versículos no velho testamento sobre isso:

 

Jeremias 22:24-30

24 Vivo eu, diz o Senhor, que, ainda que Jeconias, filho de Jeoaquim, rei de Judá, fosse o selo do anel da minha mão direita, eu dali te arrancaria. 25 E te entregarei na mão dos que buscam a tua vida, e na mão daqueles diante de quem tu temes, a saber, na mão de Nabucodonosor, rei de Babilônia, e na mão dos caldeus. 26 E lançar-te-ei a ti e à tua mãe, que te deu à luz, para uma terra estranha, em que não nasceste; e ali morrereis. 27 Mas à terra, para a qual eles levantam a sua alma, para ali tornarem, a ela não tornarão. 28 É, pois, este homem Jeconias um vil utensílio quebrado ou um utensílio de que ninguém se agrada? Por que razão foram arremessados fora, ele e a sua geração, e arrojados para uma terra que não conhecem? 29 Ó terra, terra, terra! Ouve a palavra do Senhor! 30 Assim diz o Senhor: Escrevei que este homem está privado de seus filhos e é homem que não prosperará nos seus dias; nem prosperará algum da sua geração, para se assentar no trono de Davi e reinar mais em Judá.

 

 

Porém, não se pode concluir com seguridade que ele não teve filhos porque em II Reis 24:15 existe a informação de que o rei Joaquim foi levado cativo para Babilônia, junto com suas mulheres.

 

2 Reis 24:15

15 Assim, transportou Joaquim para a Babilônia, como também a mãe do rei, e as mulheres do rei, e os seus eunucos, e os poderosos da terra levou presos de Jerusalém a Babilônia.

 

E em primeira Crônicas existe uma lista com os descendentes de Joaquim.

 

1 Crônicas 3:17-19

17 Estes foram os filhos de Joaquim, que foi levado para o cativeiro: Sealtiel,

18 Malquirão, Pedaías, Senazar, Jecamias, Hosama e Nedabias.

19 Estes foram os filhos de Pedaías: Zorobabel e Simei. Estes foram os filhos de Zorobabel: Mesulão, Hananias e Selomite, irmã deles.

 

Os judeus consideram Zorobabel neto de Jeconias (Rei de Israel) e a descendência passa por ele. Incluso Zorobabel foi governador de Jesusalém, devido a sua linhagem real. Porque entende-se que Jeconias não teve filhos homens, mas uma de suas filhas teve filhos.

 

A outra diferença com a genealogia apresentada por Lucas seria que Mateus apresenta Jacó como pai de José e Lucas apresenta Heli. Muitos estudiosos dizem que Mateus dá a genealogia através de José, e de Lucas através de Maria. Por isso, Jacó seria pai biológico de José e Heli seria seu sogro.

 

Alguns estudiosos dizem que tanto Jacó como Heli são pais de José, e para essa afirmação usam a seguinte teoria: de que Jacó e Heli eram irmãos, e que quando Heli morreu, Jacó teria tomado a mulher de Heli como esposa, e portanto Jacó seria seu pai biológico e Heli seu pai legal (costume judaico).

 

Quero deixar claro que esses explicações não estão registradas na bíblia são produto de estudo de teólogos. Mas essas são algumas das explicações dada pelos teólogos para que possamos compreender a genealogia apresentada.

 

Com certeza o livro de Mateus tem muito que nos ensinar….

 

mateus 3

 

Espero que tenha sido de grande benção para sua vida esse estudo. Todas fotos são de minha autoria e foram tiradas em Chillan, Chile.

 

Se de alguma maneira o post foi útil pra vc e seus projetos, vc poderá agradecer fazendo coisas bem simples:

 

  • curtir minha página no facebook

 

  • compartilhar uma das fotos em pinterest

 

  • seguir-me em pinterest

 

  • inscrever-se para receber atualizações por email através do ícone” subscribe” no blog

 

Estudo realizado após leitura do livro “ O novo testamento interpretado versículo por versículo, autor R.N. Champlin, editora Hagnos, vol. 1. E também através da leitura do estudo “ Introduccion a La bíblia, Estúdio #37 – El Nuevo Testamento”, autor Stuart Allsop, texto em espanhol.

 

 

A paz do Senhor Jesus!

 

 

Emiliana

 

Por Emiliana Sábio

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Prove you aren't a robot *