Estudo bíblico sobre o livro de Lucas

Oi amigos (as),

 

Quero compartilhar com vcs hoje sobre o evangelho de Lucas.

 

Esse é o terceiro livro dos evangelhos que estou publicando um post. Espero que vcs tenham gostado dos textos e que tenham sido úteis.

 

Vamos continuar lendo e estudando muito por isso não se desanime!

 

Nesse texto vou escrever sobre quem é o autor do livro de Lucas, a data em que o livro foi escrita, o destinatário, o propósito com que o livro foi escrito e por fim os temas principais que são abordados pelo autor.

 

O livro de Lucas é o 3° livro do Novo Testamento.

 

Também é conhecido como evangelho porquanto traz as boas novas de salvação. Comparado com os outros evangelhos Lucas é o evangelho que possui mais fatos em comum com o livro de João. Inclusive existem pessoas que são mencionadas por Lucas e João somente, como Marta e Maria. Além disso, existem outros fatos relatados somente por Lucas e João como o papel de Satanás na traição (Lucas 22:3 x João 13:27), a menção a orelha direita do soldado que Pedro cortou (Lucas 22:50 x João 18:10), Pilatos repetiu três vezes que Jesus era inocente ( Lucas 23:4, 14, 22 x João 18:38 e João 19:4,6), explica que o sepulcro onde foi enterrado Jesus não havia sido usado antes (Lucas 23:53 x João 19:41), que haviam dois anjos na porta do sepulcro depois que Jesus ressuscitou (Lucas 24:4 x João 20:12).

 

De todas as maneiras Lucas, Mateus e Marcos são tão semelhantes que são conhecidos como “evangelhos sinópticos”. O significado dessa palavra grega em português é “ ver junto ou ver unido”, isto é, devemos ver a vida e ensino de Jesus com o mesmo ponto de vista.

 

Vejamos o que Lucas tem em comum com Mateus e Marcos.

 

Como o livro de Lucas possui vários versículos iguais ao do livro de Marcos, se supõe que o livro de Marcos foi usado como base (esboço histórico) para Lucas.

 

Lucas usou cerca de 60% do livro de Marcos em sua obra, isso significa que 1/3 do livro de Lucas possui versículos do livro de Marcos.

 

De todas maneiras existem várias omissões, e os estudiosos denominam de “ a grande omissão” os trechos de Marcos 6:45 a 8:26 de Marcos.

 

Lucas por várias vezes encontrou-se com Marcos (autor do livro de Marcos) como podemos observar através da leitura dos seguintes versículos: Col 4:10-14; Filemon 1:24; Atos 12:12,25; Atos 13:13; Atos 15:37,41; II Timóteo 4:11-13. Com efeito, muitos estudiosos pensam que Lucas teve acesso ao livro de Marcos.

 

Existem alguns versículos no livro de Lucas que possuem semelhanças somente com o livro de Mateus. E isso sugere que Lucas e Mateus fizeram uso de algum material em comum.

 

Mas existem algumas coisas que são únicas no livro de Lucas, como exemplo 13 parábolas que não estão em Mateus e nem em Marcos.

 

 

01 estudo biblico lucas 2

 

 

QUEM FOI O AUTOR DO LIVRO DE LUCAS :

 

 

Esse livro não possui o nome do Autor. Mas a maioria dos teólogos possuem opinião favorável de que o autor do livro foi Lucas.

 

 

Geralmente se estuda a autoria de Lucas e Atos em conjunto, porque se crê que os dois livros foram escritos pelo mesmo autor, já que os possuem como destinatário Teófilo.

 

” 1 Tendo, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram, 2 segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio e foram ministros da palavra, 3 pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelentíssimo Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o princípio, 4 para que conheças a certeza das coisas de que já estás informado.”  Lucas 1:1-4

 

” 1 Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar, 2 até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera; 3 aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias e falando do que respeita ao Reino de Deus. 4 E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele) de mim ouvistes.” Atos 1:1-4

 

 

Quando lemos Atos 1:1 e Lucas 1:3, percebemos que os dois livros constituem dois volumes e possuem a mesma origem.

 

O livro de Atos e Lucas juntos representam ¼ do Novo Testamento.

 

A evidência mais forte em prol da autoria de Lucas é o fato do livro haver sido reputado como de Lucas pelos pais da igreja. Esse livro em conjunto com Atos foi identificado como sendo de Lucas por Irineu em seu livro “ contra Heresias”; também através da leitura do Cânon Muratoriano, e também por Tertuliano, Origens, Eusébio e outros.

 

Então, vejamos quem era Lucas.

 

Lucas não era discípulo e muito menos apóstolo de Jesus, conforme ele mesmo escreve em seu livro, vejamos:

 

” 1 Prezado Teófilo, Muitas pessoas têm se esforçado para escrever a história das coisas que aconteceram entre nós. 2 Elas escreveram o que foi contado por aqueles que viram essas coisas desde o começo e anunciaram a mensagem do evangelho. 3 Portanto, Excelência, eu estudei com todo o cuidado como foi que essas coisas aconteceram desde o princípio e achei que seria bom escrever tudo em ordem para o senhor, 4 a fim de que o senhor pudesse conhecer toda a verdade sobre os ensinamentos que recebeu.” Lucas 1:1-4

 

Alguns estudiosos entendem que o nome Lucas seria a contração do nome Lucano, que nesse tempo significava uma pessoa originaria de Lucania, um lugar no Sul da Itália. Esse nome tem sua origem em ” lucas bos”, isto é, boi lucano (elefante), visto que os elefantes foram trazidos a Italia pelo exército de Pirro.

 

Ressalto que existem várias suposições sobre a origem de Lucas, porque o autor do livro não relata sua origem. Alguns eruditos entendem que é originário de Lucania, outros de Antioquia, outros de Tarso, todavia não existe um consenso entre os estudiosos a respeito do tema.

 

Lucas era médico, provavelmente na cidade de Antioquia (provavelmente devido as citações do historiador Eusebio em seu livro “ Historias Eclesiástica”).

Seu nome é grego e provavelmente ele não era judeu, mas sim gentil, conforme podemos ler em Cl 4:10-15.

 

“ 10 Aristarco, que está na cadeia comigo, lhes manda saudações; e também Marcos, o primo de Barnabé. Vocês já têm orientação a respeito de Marcos, para recebê-lo bem, se ele passar por aí. 11 Josué, chamado “o Justo”, também manda saudações. Esses três são os únicos judeus convertidos que trabalham comigo para o Reino de Deus e eles têm me ajudado muito. 12 Epafras, outro que é da igreja de vocês e é servo de Cristo Jesus, também manda saudações. Ele sempre ora com fervor por vocês. Ele pede a Deus que faça com que vocês sejam sempre firmes, espiritualmente maduros e prontos para cumprir tudo o que Deus quer. 13 Eu posso afirmar que ele tem trabalhado muito em favor de vocês e pela gente de Laodiceia e de Hierápolis.14 Lucas, o nosso querido médico, e o irmão Demas mandam saudações.”Cl 4:10-15.

 

Quase todos os médicos dessa época eram gregos, educados na cidade de Tarso, e portanto é altamente provável que Lucas era grego, e por isso gentil. Chegamos então a conclusão de que Lucas é o único autor gentil da bíblia, porque todos os outros foram judeus. Lucas também era um homem compassivo, humilde e detalhista.

 

Em três versículos da bíblica se menciona sobre Lucas, em Colossenses 4:10-14, 2 Timoteo 4:9-11 e em Filemon 23-24, vejamos:

 

Não vou repetir o texto de Colossenses porque já foi citado acima.

 

” 9 Procura vir ter comigo depressa. 10 Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica; Crescente, para a Galácia, Tito, para a Dalmácia. 11 Só Lucas está comigo. Toma Marcos e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.” 2 Timóteo 4:9-11

 

” 23 Saúdam-te Epafras, meu companheiro de prisão por Cristo Jesus, 24 Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores.”  Filemon 1:23-24

 

Nessas três citações sobre Lucas existe indicação de que ele foi um companheiro fiel do apóstolo Paulo por muito tempo e alguns eruditos dizem que Lucas foi um dos melhores amigos de Paulo e seu médico pessoal. Mas quanto a isso, não há evidência concreta na bíblia ao respeito.

 

Também existem referências indiretas a Lucas em outras partes da bíblia, principalmente no livro de Atos quando o autor do livro usa o pronome “ nós”, para incluir-se nos eventos históricos, vejamos:

 

” 8 Então, contornaram a Mísia e desceram a Trôade. 9 Durante a noite Paulo teve uma visão, na qual um homem da Macedônia estava em pé e lhe suplicava: “Passe à Macedônia e ajude-nos”. 10 Depois que Paulo teve essa visão, preparamo-nos imediatamente para partir para a Macedônia, concluindo que Deus nos tinha chamado para lhes pregar o evangelho.11 Partindo de Trôade, navegamos diretamente para Samotrácia e, no dia seguinte, para Neápolis. 12 Dali partimos para Filipos, na Macedônia, que é colônia romana e a principal cidade daquele distrito. Ali ficamos vários dias.13 No sábado saímos da cidade e fomos para a beira do rio, onde esperávamos encontrar um lugar de oração. Sentamo-nos e começamos a conversar com as mulheres que haviam se reunido ali. 14 Uma das que ouviam era uma mulher temente a Deus chamada Lídia, vendedora de tecido de púrpura, da cidade de Tiatira. O Senhor abriu seu coração para atender à mensagem de Paulo. 15 Tendo sido batizada, bem como os de sua casa, ela nos convidou, dizendo: “Se os senhores me consideram uma crente no Senhor, venham ficar em minha casa”. E nos convenceu.16 Certo dia, indo nós para o lugar de oração, encontramos uma escrava que tinha um espírito pelo qual predizia o futuro. Ela ganhava muito dinheiro para os seus senhores com adivinhações. 17 Essa moça seguia a Paulo e a nós, gritando: “Estes homens são servos do Deus Altíssimo e lhes anunciam o caminho da salvação”.” Atos 16:8-17

 

” 5 Esses homens foram adiante e nos esperaram em Trôade. 6 Navegamos de Filipos, após a festa dos pães sem fermento, e cinco dias depois nos reunimos com os outros em Trôade, onde ficamos sete dias. 7 No primeiro dia da semana reunimo-nos para partir o pão, e Paulo falou ao povo. Pretendendo partir no dia seguinte, continuou falando até a meia-noite. 8 Havia muitas candeias no piso superior onde estávamos reunidos. 9 Um jovem chamado Êutico, que estava sentado numa janela, adormeceu profundamente durante o longo discurso de Paulo. Vencido pelo sono, caiu do terceiro andar. Quando o levantaram, estava morto. 10 Paulo desceu, inclinou-se sobre o rapaz e o abraçou, dizendo: “Não fiquem alarmados! Ele está vivo!” 11 Então subiu novamente, partiu o pão e comeu. Depois, continuou a falar até o amanhecer e foi embora. 12 Levaram vivo o jovem, o que muito os consolou. 13 Quanto a nós, fomos até o navio e embarcamos para Assôs, onde iríamos receber Paulo a bordo. Assim ele tinha determinado, tendo preferido ir a pé. 14 Quando nos encontrou em Assôs, nós o recebemos a bordo e prosseguimos até Mitilene. 15 No dia seguinte navegamos dali e chegamos defronte de Quio; no outro dia atravessamos para Samos e, um dia depois, chegamos a Mileto. 16 Paulo tinha decidido não aportar em Éfeso, para não se demorar na província da Ásia, pois estava com pressa de chegar a Jerusalém, se possível antes do dia de Pentecoste.” Atos 20:5-16

 

Incluso em um dos versículos o escritor dá a entender que ficou hospedado na casa de Filipe, o evangelista, vejamos:

 

” 21 Depois de nos separarmos deles, embarcamos e navegamos diretamente para Cós. No dia seguinte fomos para Rodes, e dali até Pátara. 2 Encontrando um navio que ia fazer a travessia para a Fenícia, embarcamos nele e partimos. 3 Depois de avistarmos Chipre e seguirmos rumo sul, navegamos para a Síria. Desembarcamos em Tiro, onde o nosso navio deveria deixar sua carga. 4 Encontrando os discípulos dali, ficamos com eles sete dias. Eles, pelo Espírito, recomendavam a Paulo que não fosse a Jerusalém. 5 Mas quando terminou o nosso tempo ali, partimos e continuamos nossa viagem. Todos os discípulos, com suas mulheres e filhos, nos acompanharam até fora da cidade, e ali na praia nos ajoelhamos e oramos. 6 Depois de nos despedirmos, embarcamos, e eles voltaram para casa. 7 Demos prosseguimento à nossa viagem partindo de Tiro, e aportamos em Ptolemaida, onde saudamos os irmãos e passamos um dia com eles. 8 Partindo no dia seguinte, chegamos a Cesaréia e ficamos na casa de Filipe, o evangelista, um dos sete. 9 Ele tinha quatro filhas virgens, que profetizavam. 10 Depois de passarmos ali vários dias, desceu da Judéia um profeta chamado Ágabo. 11 Vindo ao nosso encontro, tomou o cinto de Paulo e, amarrando as suas próprias mãos e pés, disse: “Assim diz o Espírito Santo: ‘Desta maneira os judeus amarrarão o dono deste cinto em Jerusalém e o entregarão aos gentios’”. 12 Quando ouvimos isso, nós e o povo dali rogamos a Paulo que não subisse para Jerusalém. 13 Então Paulo respondeu: “Por que vocês estão chorando e partindo o meu coração? Estou pronto não apenas para ser amarrado, mas também para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus”. 14 Como não pudemos dissuadi-lo, desistimos e dissemos: “Seja feita a vontade do Senhor”.15 Depois disso, preparamo-nos e subimos para Jerusalém. 16 Alguns dos discípulos de Cesaréia nos acompanharam e nos levaram à casa de Mnasom, onde devíamos ficar. Ele era natural de Chipre e um dos primeiros discípulos.17 Quando chegamos a Jerusalém, os irmãos nos receberam com alegria. 18 No dia seguinte Paulo foi conosco encontrar-se com Tiago, e todos os presbíteros estavam presentes.”  Atos 21:1-18

 

O fato de Lucas haver se incluído em vários relatos juntamente com Paulo evidencia a influência do apóstolo nos escritos de Lucas. E para comprovar isso vejamos alguns versículos para fazer uma comparação:

 

Lucas 10:7 x I Coríntios 10:27

Lucas 17:27-29 e Lucas 21:34,35 x I Tes 5:2,3,6,7

 

Alguns estudiosos identificam a Lucas como um tal “ Lucio”, que possivelmente seria o nome de Lucas em latim nos versículos de Romanos 16:21 e Atos 13:1. Mas não há nenhuma evidência concreta de que Lucas seja Lucio, parente de Paulo.

 

“21 Saúdam-vos Timóteo, meu cooperador, e Lúcio, e Jasom, e Sosípatro, meus parentes.” Romanos 16:21

 

“13 Na igreja de Antioquia havia os seguintes profetas e mestres: Barnabé; Simeão, chamado “o Negro”; Lúcio, de Cirene; Manaém, que havia sido criado junto com o governador Herodes; e Saulo.” Atos 13:1

 

A igreja anglicana reconhece a Lucas como “ o irmão cujo louvor no evangelho esta espalhado por todas as igrejas”, ou seja, a pessoa a quem o apóstolo Paulo se refere em 2 coríntios 8:18. Mas isso seria um pouco imaginativo.

 

Apesar de que Lucas não foi uma testemunha ocular da vida de Jesus, ele registrou as histórias referentes a Jesus diretamente de Paulo, de várias testemunhas oculares e de outros apostoles também.

 

Como Lucas não era Judeu ele não deu muita importância a citações do antigo testamento. Existe apenas 9 citações ao antigo testamento em todo o livro de Lucas, e a maioria se trata das palavras de Jesus, não sendo portanto citações diretas do autor. Existem apenas 4 citações do V.T. realizadas pelo próprio Lucas.

 

Comparado com o evangelho de Mateus que possui 25 citações ao VT, 15 no livro de João e 11 no livro de Marcos, se nota que o livro de Mateus tinha outros objetivos.

 

Considerando que a audiência de Lucas era principalmente pessoas “não-judias”, Lucas escreve com muita ênfases na humanidade de Jesus, ressaltando que Jesus é homem e ao mesmo tempo Deus.

 

Lucas repete a frase “ Filho do homem “ (24x) e “ Filho de Deus” (7x) freqüentemente para se referir a Jesus.

 

QUAL FOI A DATA EM QUE O LIVRO DE LUCAS FOI ESCRITO:

 

A data em que foi escrita é entre 59-63 DC. (Depois de Cristo)

 

Como existem vários versículos no livro de Atos em que Lucas se inclui na narrativa histórica com a palavra nós, e como o livro de Atos termina com Paulo na prisão, se supõe que o livro tenha sido escrito antes da morte do apóstolo Paulo.

 

Como no livro de Atos não está mencionado nenhum evento após o ano 62 D.C., como a morte de Tiago, a morte de Paulo, e a destruição de Jerusalém, se supõe que o livro de Lucas tenha sido escrito antes dessa data.

 

Como o livro possui 60% do livro de Marcos em sua narrativa, se supõe que Lucas teve acesso a obra de Marcos antes de escrever o seu livro, e portanto tenha sido escrito posteriormente a 50 D.C..

 

Até hoje não se sabe ao certo onde foi escrito o livro. Como Lucas era médico e fez várias entrevistas com testemunhas oculares sobre a vida de Jesus, como também acompanhou o apóstolo Paulo, se supõe que ele tenha escrito esse evangelho enquanto viajava.

 

Mas os estudiosos pensam que foi escrito em Roma nos tempos de crescimento da igreja primitiva, pelo fato de que seu destinatário foi um oficial romano.

 

 

QUEM É O DESTINATÁRIO DESSA CARTA?

 

O destinatário da Carta seria uma pessoa chama Teófilo, conforme lemos em Lucas 1:3.

 

O autor não dá detalhes sobre a pessoa de Teófilo, por isso, muitas conjecturas se fazem a respeito do destinatário.

 

O que podemos saber com certeza é que Lucas usa o título excelentíssimo para ele. E No livro de Atos usa esse título para referir-se a Felix e a Festo, vejamos:

 

“26 “Cláudio Lísias, ao Excelentíssimo Governador Félix, Saudações.” Atos 23:26

 

” 25 Respondeu Paulo: “Não estou louco, excelentíssimo Festo. O que estou dizendo é verdadeiro e de bom senso.” Atos 26:25

 

Por tanto, se supõe que Teófilo era um alto oficial do governo romano, e por fim não era judeu.

 

Para provar que Teófilo não era judeu devemos ler uma pequena explicação do autor ao seu destinatário para que o mesmo pudesse compreender os costumes e a doutrina do povo judeu:

 

” 5 Paulo respondeu: “Irmãos, eu não sabia que ele era o sumo sacerdote, pois está escrito: ‘Não fale mal de uma autoridade do seu povo’[a]”. 6 Então Paulo, sabendo que alguns deles eram saduceus e os outros fariseus, bradou no Sinédrio: “Irmãos, sou fariseu, filho de fariseu. Estou sendo julgado por causa da minha esperança na ressurreição dos mortos!” 7 Dizendo isso, surgiu uma violenta discussão entre os fariseus e os saduceus, e a assembléia ficou dividida. 8 (Os saduceus dizem que não há ressurreição nem anjos nem espíritos, mas os fariseus admitem todas essas coisas.) 9 Houve um grande alvoroço, e alguns dos mestres da lei que eram fariseus se levantaram e começaram a discutir intensamente, dizendo: “Não encontramos nada de errado neste homem. Quem sabe se algum espírito ou anjo falou com ele?” 10 A discussão tornou-se tão violenta que o comandante teve medo que Paulo fosse despedaçado por eles. Então ordenou que as tropas descessem e o retirassem à força do meio deles, levando-o para a fortaleza.” Atos 23:5-10

 

Haja vista que Teófilo é considerado não judeu, e um oficial do governo romano, se supõe que o mesmo era romano e vivia em Roma. E por isso alguns estudiosos supõem que o livro tenha sido escrito em Roma.

 

De todas as maneiras se trata de um livro universal e sua audiência era tanto para gregos como cristão em geral.

 

VERSICULO CHAVE DO LIVRO?

 

” 18 O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados do coração, 19 a apregoar liberdade aos cativos, a dar vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor. 20 E, cerrando o livro e tornando a dá-lo ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele. 21 Então, começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.” Lucas 4:18-21

 

 

” 10 Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” Lucas 19:10

 

QUAIS OS PROPÓSITOS DESSE LIVRO ?

 

Lucas escreveu esse livro com um propósito específico, vejamos:

 

“1 Tendo, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram, 2 segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio e foram ministros da palavra, 3 pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelentíssimo Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o princípio, 4 para que conheças a certeza das coisas de que já estás informado.” Lucas 1:1-4

 

Lendo esses versículos percebemos que Lucas não estava muito satisfeito com o relato das obras sobre a vida de Jesus. É por isso decidiu escrever um livro para narrar a vida de Jesus em minúcias e em ordem. É notável que Lucas fez um grande esforço para juntar muitas informações, colocar-las em ordem para apresentar de maneira coerente, cronológica, detalhada e com uma linguagem de alta qualidade.

 

Lucas agrega ao seu texto muitos detalhes que os outros autores passam por cima. Esses detalhes são importantes por diversas razões. Por exemplo o detalhe de quem era governador do país, nos permite com maior precisão afirmar sobre as datas dos eventos da vida de Jesus.

 

Vejamos Lucas 2:1-3

2 Naqueles dias César Augusto publicou um decreto ordenando o recenseamento de todo o império romano. 2 Este foi o primeiro recenseamento feito quando Quirino era governador da Síria. 3 E todos iam para a sua cidade natal, a fim de alistar-se.

 

Obviamente como médico Lucas tinha um nível de educação muito bom, o que o ajudou a enfrentar esse desafio de escrever um livro de maneira lógica e organizada.

 

Lucas entrevistou muitas testemunhas diretas e estudou vários livros que haviam sido escrito sobre Jesus. E possível que o comentário de Paulo em 2 Timóteo 4:11-12 estaria conectado com Lucas y Marcos para que os mesmos pudessem ter acesso ao seus livros e material.

 

“11 Só Lucas está comigo. Traga Marcos com você, porque ele me é útil para o ministério. 12 Enviei Tíquico a Éfeso.” 2 Timóteo 4:11-12

 

Seguramente escrever para um alto funcionário do governo romano faz com que o intuito da carta se torne universal. Já que a idéia também seria mostrar que os cristão não eram subversivos, mas que sua mensagem era universal, vez que o cristianismo apresenta salvação para todos.

 

Um dos propósitos era mostrar que a igreja crista tinha a intenção de suprimir as sinagogas como o verdadeiro Israel, porque Jesus era comprovadamente o Messias de Israel. Portanto, os cristãos não eram apostatas judeus, mas representantes do verdadeiro povo de Israel o qual havia reconhecido Jesus como Messias, trazendo uma mensagem de salvação universal.

 

Vejamos alguns versículos que nos explicam a universalidade da mensagem cristã:

 

“ 32 luz para revelação aos gentios[a] e para a glória de Israel, teu povo”.”Lucas 2:32

 

” 34 Então Pedro começou a falar: “Agora percebo verdadeiramente que Deus não trata as pessoas com parcialidade, 35 mas de todas as nações aceita todo aquele que o teme e faz o que é justo. “Atos 10:34-35

 

“46 Então Paulo e Barnabé lhes responderam corajosamente: “Era necessário anunciar primeiro a vocês a palavra de Deus; uma vez que a rejeitam e não se julgam dignos da vida eterna, agora nos voltamos para os gentios. 47 Pois assim o Senhor nos ordenou: “‘Eu fiz de você luz para os gentios, para que você leve a salvação até aos confins da terra’[a]”.” Atos 13:46-47

 

Os teólogos alemães dizem que Lucas é o teólogo de uma doutrina que se chama “ Heilsgeschichte”, que significa a história da salvação. Tudo isso porque Lucas escreve sobre como foi a intervenção de Deus para salvar o mundo. Lucas mostra que a rejeição dos judeus a Jesus não significa uma derrota para Deus, pelo contrario, significou a expansão da salvação a todos os homens, inclusive gentios.

 

Lucas não escreveu apenas sobre a universalidade da salvação, mas tempo que a salvação se tornou presente com Cristo, já não era mais coisa do futuro, mas uma profecia cumprida. Lucas nos ensina de maneira enfática que a salvação chegou através de Jesus e para ressaltar essa importância o autor usa as palavras “agora” (14x) e “ hoje”(11x) .

 

“21 e ele começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu a Escritura que vocês acabaram de ouvir”.” Lucas 4:21

 

“44 E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na Lei de Moisés, e nos Profetas, e nos Salmos.” Lucas 24:44

 

Textos que evidenciam o ensinamento de Lucas sobre o cumprimento da profecia, sobre Jesus ser a pessoa que cumpre com toda a profecia escrita no Antigo Testamento. A profecia se cumpre com Cristo, vejamos:

 

“31 E, tomando consigo os doze, disse-lhes: Eis que subimos a Jerusalém, e se cumprirá no Filho do Homem tudo o que pelos profetas foi escrito.” Lucas 18:31

 

“17 Mas ele, olhando para eles, disse: Que é isto, pois, que está escrito? A pedra que os edificadores reprovaram, essa foi feita cabeça da esquina.” Lucas 20:17

 

“37 porquanto vos digo que importa que em mim se cumpra aquilo que está escrito: E com os malfeitores foi contado. Porque o que está escrito de mim terá cumprimento.” Lucas 22:37

 

“26 Porventura, não convinha que o Cristo padecesse essas coisas e entrasse na sua glória? 27 E, começando por Moisés e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras.” Lucas 24:26-27

 

“22 dizendo: É necessário que o Filho do Homem padeça muitas coisas, e seja rejeitado dos anciãos e dos escribas, e seja morto, e ressuscite ao terceiro dia.” Lucas 9:22

 

“33 Importa, porém, caminhar hoje, amanhã e no dia seguinte, para que não suceda que morra um profeta fora de Jerusalém.” Lucas 13:33

 

“25 Mas primeiro convém que ele padeça muito e seja reprovado por esta geração.” Lucas 17:25

 

“7 dizendo: Convém que o Filho do Homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, e seja crucificado, e, ao terceiro dia, ressuscite.” Lucas 24:7

 

Lucas escreve seu livro para cumprir o propósito principal do livro: mostrar que Deus vê a todos os humanos da mesma maneira e que a salvação é para todos.

 

EM QUE IDIOMA FOI ESCRITO O LIVRO DE LUCAS?

 

Os estudiosos dividem o livro de Lucas em três partes

 

Capítulo 1:1-4 o prefácio que foi escrito em grego estilo clássico

 

Capítulo 1:5 até o capítulo 2 que seria como uma tradução do hebraico para o grego, onde o texto se vê nitidamente hebraico

 

A partir do Capítulo 3 que teria sido escrito em grego helenístico, o qual ecoa a Septuaginta (versão grega do AT hebraico).

 

Existem muitas palavras iguais usadas no livro de Lucas e Atos. E 58 dessas palavras usadas em comum no livro de Atos e Lucas nao se encontram em qualquer outra parte do Novo Testamento.

 

Lucas de maneira geral escreveu em grego clássico, empregando o estilo grego “modo optativo” por pelo menos 28 vezes, o que o distingue de todos os autores do Novo Testamento. Lucas usa uma linguagem mais elevada que se compara aos grandes escritores gregos Homero, Heródoto, Tucidides, Xenofonte, Josefo, Tito Livio, Tacito.

 

Lucas foi denominado pelo erudito francés  Ernest Renan  ” um novo Homero”.

 

Para manter o estilo clássico Lucas evitava o uso de palavras estrangeiras como  Boanerges, Hosana, Getsêmani, abba, Golgota, Eloi, Eloi, sabachtani. E ao invés de usar Rabi para referir-se a Jesus, sempre usou a palavra grega Mestre.

 

01 estudo biblico lucas

 

 

QUAIS OS TEMAS PRINCIPAIS DESSA EPÍSTOLA?

 

O livro de Lucas possui passagens que não existe em nenhum outro evangelho, o que muitos teólogos supõe que Lucas teve acesso a uma fonte única.

 

E o livro começa com um material único, que se trata do relato do anúncio a Zacarias e Maria sobre o nascimento do precursor de Jesus (João Batista) e o nascimento do Filho de Deus em forma de homem.

 

Adicione-se a isso a história do nascimento de João Batista, infância de Jesus, incidente no templo quando Jesus tinha doze anos de idade, o julgamento de Jesus perante Herodes, algumas palavras proferidas por Jesus na cruz, arrependimento de um dos ladrões crucificados, a viagem ate Emaus e a ascensão de Jesus.

 

Para demonstrar sobre a mensagem universal da salvação, para ressaltar o interesse e amor de Deus por todas as pessoas, Lucas escreve sobre as mulheres, crianças, pobres, e pessoas de má fama.

 

Vejamos:

 

Onde Lucas escreve sobre as mulheres e quem são elas:

 

Lucas escreve sobre Maria mãe de Jesus, Isabel, Ana
Marta e Irma Maria Lucas 10:38-42
Maria Madalena, Joana, Susana Lucas 8:2-3
Viúva de naim Lucas 7:11-12
Pecadora que ungiu os pés de Jesus Lucas 7:37
Pequena velha encurvada Lucas 13:11
A viúva que deu a Deus tudo quanto tinha Lucas 21:1-4
Filhas de Jerusalém que lamentavam Jesus enquanto ele subia a cruz Lucas 23:27
Mulher da parábola da moeda perdida Lucas 15:8
Mulher da parábola do juiz iníquo Lucas 18:1

 

Onde Lucas escreveu sobre as crianças

 

Lucas escreveu sobre filhos únicos de algumas pessoas da bíblia Lucas 7:12; Lucas 8:41; Lucas 9:38
Lucas escreveu sobre o nascimento de Jesus, João Batista demonstrando o plano de Deus em eventos relacionados a crianças. Lucas 1 e 2
Lucas escreveu sobre a infância de Jesus Lucas 2:39-52

 

Onde Lucas escreveu sobre os pobres:

 

Lucas escreve que Jesus veio pregar para o pobres Lucas 4:18; Lucas 7:22
Os pastores que foram visitar a Jesus eram pobres Lucas 2:7
A família de Jesus ao que parece era pobre já que no dia de sua apresentação ofereceram como sacrifício pombas Lucas 2:24 x Levitico 12:8
Lucas sempre escreve com interesse nas pessoas menos favorecidas Lucas 1:53; Lucas 6:30; Lucas 14:11-13; Lucas 16:19
Lucas escreve algumas advertências para os ricos Lucas 6:24; Lucas 1:53; Lucas 12:16; Lucas 16:19-31; Lucas 18:18-27; Lucas 19:1-10; Lucas 21:1-4

 

Onde Lucas escreve sobre as pessoas de má fama que de alguma maneira tiveram contato com Jesus:

 

Lucas relata que por muitas vezes Jesus esteve entre pecadores, publicanos (Lucas 15:1; Lucas 19:7; Lucas 5:30; Lucas 37-50; Lucas 7:41-42; Lucas 12:13-21; Lucas 16:1-12; Lucas 19:31; Lucas 18:1-8 e 9-14)

 

 

Porque Lucas não começa com a genealogia como no livro de Mateus?

 

Lucas começa sua história muito antes do evangelho de Mateus, com o relato do nascimento de João Batista, e agrega detalhes que nos faz entender que Jesus e João Batista tinham um grau de parentesco, como também que João Batista era pelo menos 6 meses maior que Jesus.

 

” 34 Perguntou Maria ao anjo: “Como acontecerá isso, se sou virgem?” 35 O anjo respondeu: “O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra. Assim, aquele que há de nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36 Também Isabel, sua parenta, terá um filho na velhice; aquela que diziam ser estéril já está em seu sexto mês de gestação. 37 Pois nada é impossível para Deus”.” Lucas 1:34-37

 

Já no Capitulo 3 o autor começa com uma narração sobre o ministério de João Batista e chega até a sua prisão, para depois seguir sobre o batismo e sua genealogia.

 

” 19 Todavia, quando João repreendeu Herodes, o tetrarca, por causa de Herodias, mulher do próprio irmão de Herodes, e por todas as outras coisas más que ele tinha feito, 20 Herodes acrescentou a todas elas a de colocar João na prisão.21 Quando todo o povo estava sendo batizado, também Jesus o foi. E, enquanto ele estava orando, o céu se abriu 22 e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba. Então veio do céu uma voz: “Tu és o meu Filho amado; em ti me agrado”. 23 Jesus tinha cerca de trinta anos de idade quando começou seu ministério. Ele era, como se pensava, filho de José, filho de Eli,” Lucas 3:19-23

 

Aqui existe um ponto muito interessante e ao mesmo tempo importante: Diferentemente de Mateus, o qual começou a genealogia em Abraão para terminar em Jesus. Lucas faz ao contrário a genealogia. Lucas começa com Jesus e vai rastreando sua ordem hereditária reversamente, até chegar a Adão.

 

Vejamos:

“ 23 Jesus tinha cerca de trinta anos de idade quando começou seu ministério. Ele era, como se pensava, filho de José, filho de Eli,” Lucas 3:23

 

“ 38 filho de Enos, filho de Sete, filho de Adão, filho de Deus.” Lucas 3:38

 

Por que esta ênfases em seguir toda linha hereditária até Adão? Lucas era “gentil“ (não judio) e um dos propósitos principais do seu livro é mostrar que todos temos direito de salvação, não somente os judeus. Portanto, Lucas mostra que todos somos “ filhos de Deus”. Primeiro em 3:22 Lucas registra que Deus mesmo reconheceu a Jesus como “ meu filho” e de imediato mostra sua genealogia para provar, chegando até Adão, filho de Deus. Um texto muito lógico.

 

Mas aqui existe um problema mais grave. Mateus e Lucas dizem coisas totalmente diferentes em sua genealogia sobre Jesus! Façamos uma comparação entre Mateus e Lucas, até onde eles possuem a genealogia em comum:

 

“19 Todavia, quando João repreendeu Herodes, o tetrarca, por causa de Herodias, mulher do próprio irmão de Herodes, e por todas as outras coisas más que ele tinha feito, 20 Herodes acrescentou a todas elas a de colocar João na prisão.

21 Quando todo o povo estava sendo batizado, também Jesus o foi. E, enquanto ele estava orando, o céu se abriu 22 e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba. Então veio do céu uma voz: “Tu és o meu Filho amado; em ti me agrado”.

23 Jesus tinha cerca de trinta anos de idade quando começou seu ministério. Ele era, como se pensava, filho de José, filho de Eli,

24 filho de Matate, filho de Levi, filho de Melqui, filho de Janai, filho de José,

25 filho de Matatias, filho de Amós, filho de Naum, filho de Esli, filho de Nagai,

26 filho de Máate, filho de Matatias, filho de Semei, filho de Joseque, filho de Jodá,

27 filho de Joanã, filho de Ressa, filho de Zorobabel, filho de Salatiel, filho de Neri,

28 filho de Melqui, filho de Adi, filho de Cosã, filho de Elmadã, filho de Er,

29 filho de Josué, filho de Eliézer, filho de Jorim, filho de Matate, filho de Levi,

30 filho de Simeão, filho de Judá, filho de José, filho de Jonã, filho de Eliaquim,

31 filho de Meleá, filho de Mená, filho de Matatá, filho de Natã, filho de Davi, 32 filho de Jessé, filho de Obede, filho de Boaz, filho de Salmom[a], filho de Naassom,

33 filho de Aminadabe, filho de Ram[b], filho de Esrom, filho de Perez, filho de Judá,

34 filho de Jacó, filho de Isaque, filho de Abraão, filho de Terá, filho de Naor,

35 filho de Serugue, filho de Ragaú, filho de Faleque, filho de Éber, filho de Salá, 36 filho de Cainã, filho de Arfaxade, filho de Sem, filho de Noé, filho de Lameque,

37 filho de Matusalém, filho de Enoque, filho de Jarede, filho de Maalaleel, filho de Cainã,

38 filho de Enos, filho de Sete, filho de Adão, filho de Deus.” Lucas 3:19-38

 

Quadro comparativo entre Mateus e Lucas:

 

Mateus 1:2-6 Lucas 3:34-31
Abraão Abraão
Isaque Isaque
Jacó Jacó
Judá e seus irmãos Judá
Perez Perez
Esrom Esrom
RAM RAM
Aminadabe Aminadabe
Naassom Naasom
Salmon Salmon
Boaz Boaz
Obede
Jesse Jesse
Davi Davi

 

 

Perfeito, agora vejamos a partir de Davi:

 

Mateus 1:6-7 Lucas 3:31
Davi Davi
Salomão Natã
Roboão Matata
Abias Mena
Asa Melea
….

 

 

Agora os nomes da genealogia estão diferentes entre o livro de Mateus e Lucas. O que passou aqui? Quem se equivocou?

 

Para desvendar esse mistério vamos começar a ler Lucas 3:23

 

Lucas 3:23  Versão Almeida Revista e Corrigida 2009 (ARC)

23 E o mesmo Jesus começava a ser de quase trinta anos, sendo (como se cuidava) filho de José, e José, de Eli,

 

Lucas 3:23 Versão Nova Traduҫão na Linguagem de Hoje 2000 (NTLH)

23 Jesus começou o seu trabalho quando tinha mais ou menos trinta anos de idade. Ele era, conforme pensavam, filho de José, que era filho de Eli,

 

Lucas 3:23   Versão – Nova Versão Internacional (NVI-PT)

23 Jesus tinha cerca de trinta anos de idade quando começou seu ministério. Ele era, como se pensava, filho de José, filho de Eli,

 

Lucas começa a genealogia escrevendo “ como se pensava”, “ conforme pensavam”, “ como se cuidava” .

 

Lucas não estava colocando em dúvida a genealogia de Jesus, mas estava explicando que tanto para os hebreus como para os gregos a palavra filho em uma genealogia poderia significar filho, sobrinho, genro, neto, ou simplesmente um descendente. Como por exemplo citamos o caso da genealogia de Zorobabel em 1 Crônicas 3:17-19 x Esdras 3:2 x Ageu 1:12

 

“17 Estes foram os filhos de Joaquim, que foi levado para o cativeiro: Sealtiel, 18 Malquirão, Pedaías, Senazar, Jecamias, Hosama e Nedabias. 19 Estes foram os filhos de Pedaías: Zorobabel e Simei. Estes foram os filhos de Zorobabel: Mesulão, Hananias e Selomite, irmã deles.” 1 Crônicas 3:17-19

 

“2 Então Jesua, filho de Jozadaque, e seus colegas, os sacerdotes, e Zorobabel, filho de Sealtiel, e seus companheiros começaram a construir o altar do Deus de Israel para nele sacrificarem holocaustos[a], conforme o que está escrito na Lei de Moisés, homem de Deus.”Esdras 3:2

 

“12 Zorobabel, filho de Sealtiel, o sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque, e todo o restante do povo obedeceram à voz do Senhor, o seu Deus, por causa das palavras do profeta Ageu, a quem o Senhor, o seu Deus, enviara. E o povo temeu o Senhor.” Ageu 1:12

 

Zorobabel não é filho de Sealtiel, mas sim sobrinho, mas tanto Esdras, como Neemias e Hageu o consideravam como “ Filho” .

 

Outro exemplo é Jair um genro distante de Manassés que igualmente é considerado como filho do mesmo. Vejamos 1 Crônicas 7:14-15, 1 crônicas 2:21-22, 1 Reis 4:13; Números 32:41, Deuteronômio 3:14)

 

” 14 Estes foram os descendentes de Manassés: Asriel, filho de sua concubina araméia, que também deu à luz Maquir, pai de Gileade. 15 Maquir casou-se com Maaca, irmã de Hupim e Supim. Outro descendente de Manassés chamava-se Zelofeade, o qual só teve filhas.” 1 Crônicas 7:14-15

 

” 21 Depois disso, Hezrom, aos sessenta anos, tomou por mulher a filha de Maquir, pai[a] de Gileade, e ela deu-lhe um filho chamado Segube.” 1 Crônicas 2:21

 

“13 Ben-Geder, em Ramote-Gileade e nos povoados de Jair, filho de Manassés, em Gileade, bem como no distrito de Argobe, em Basã, e em suas sessenta grandes cidades muradas com trancas de bronze em suas portas;”1 Reis 4:13

 

“41 E foi-se Jair, filho de Manassés, e tomou as suas aldeias e chamou-lhes Havote-Jair.”Números 32:41

  

“14 Jair, filho de Manassés, alcançou toda a porção da terra de Argobe, até ao termo dos gesuritas e maacatitas, e a chamou pelo seu nome, Basã-Havote-Jair, até este dia.)” Deuteronômio 3:14

 

 

E o que tudo isso tem a ver com a diferença na linha geanologica de Jesus“supostamente” filho de José, filho de Eli?

 

Alguns teólogos explicam essa diferença da seguinte maneira. A teoria seria que José não era filho de Eli, mas sim genro de Eli. Resulta que Eli era o pai de Maria. Então, a palavra filho em Lucas 3:23 significa “ genro”.

 

Por tanto, Lucas não estaria mostrando a genealogia de Jesus por seu “ suposto pai”, se não através de sua mãe biológica Maria.

 

Esse detalhe é muito importante, porque na genealogia apresentada por Mateus existe uma pequena polêmica com respeito a descendência de Jeconias escrito em Jeremias 22:24,28,30.

 

Resumidamente o livro de Mateus mostra a descendência legal de Jesus via José, e Lucas mostra sua descendência de sangue, via sua mãe Maria.

 

De todas as maneiras, já explicadas as diferenças e polêmicas nas genealogias, por ambos lados, Jesus é descendente de Davi e portanto teria direito ao trono de Davi e ser chamado de Messias.

 

Aqui Lucas consegue provar o que diz em Lucas 2:4, que Jesus era da casa e da família de Davi:

 

“4 Assim, José também foi da cidade de Nazaré da Galiléia para a Judéia, para Belém, cidade de Davi, porque pertencia à casa e à linhagem de Davi.” Lucas 2:4

 

Jesus tanto é da casa como também da linhagem de Davi. Jesus portanto é duplamente qualificado para o título de Messias.

 

Existem algumas parábolas que existem somente no livro de Lucas. Existe 41 parábolas nos evangelhos sinópticos e não existe parábolas no livro de João. Das 41 parábolas existentes, 23 estão relatadas no livro de Mateus. Existem 30 parábolas no livro de Lucas, sendo que 10 são únicas do livro de Lucas.

 

Quais são as parábolas únicas do livro de Lucas?

 

Dois devedores Lucas 7:36-50
O bom samaritano Lucas 10:25-37
O amigo importuno Lucas 11:5-10
O rico insensato Lucas 12:16-21
A figueira estéril Lucas 13:6-9
O intruso Lucas 14:7-11
O banquete Lucas 14:16-24
O calculo do custo: duas parábolas sobre discipulado Lucas 14:28-33
A moeda perdida Lucas 15:8-10
O filho pródigo Lucas 15:11-32
O mordomo desonesto Lucas 16:1-9
O Rico e o Lazaro Lucas 16:19-31
O agricultor e o seu servo Lucas 17:7-10
Viúva persistente e o juiz iníquo Lucas 18:1-8
Fariseu e o publicano Lucas 18: 9-14

 

Quais são os milagres relatados apenas no livro de Lucas 

 

Lucas tem um milagre em comum o evangelho de João que seria a pesca milagrosa. E existem quatro milagres que são fatos contados apenas por Lucas:

 

Ressurreição do filho da viúva de Naim Lucas 7:11-17
Cura da mulher defeituosa Lucas 13:10-17
Cura de um homem com hidropsia Lucas 14:1-6
Cura dos dez leprosos Lucas 17:11-19

 

 

Quais os acontecimentos relatados apenas por Lucas?

 

Anuncio do nascimento de João Batista e de Jesus pelos anjos Lucas 1:5-38
História do nascimento de João Batista Lucas 1:57-66
Infância de JesusIncidente quando Jesus tinha 12 anos Lucas 1:39-52
Várias histórias sobre mulheres Lucas 8:1-3Lucas 10:38-42Lucas 24:6Lucas 13:16
Julgamento de Jesus perante Herodes Lucas 23:7-11
Palavras de Jesus proferidas na cruz Lucas 23:46
Arrependimento do ladrão ao lado de Jesus Lucas 23:42-43
Viagem de Jesus até Emaus Lucas 24:13-35
Ascensão de Jesus Lucas 24:50-53

 

Aproveitemos a oportunidade para destacar as moedas da bíblia.

 

  • Lepton – era uma moeda de bronze, e está descrita nos versículos de Marcos 12:42 e Lucas 21:2, Lucas 12:59. Era a menor moeda judaica, feita de bronze e super super fina. O denario era uma moeda que valia por um salário diário, se um dia de trabalho era de oito horas, a moeda lepton representaria apenas 10 minutos de trabalho. Portanto, o valor dessa moeda era irrisório.

 

 

  • Kodrantes ou ceitil, centavo – era uma moeda romana de cobre citada em Mateus 5:26. Essa moeda era conhecida como “ quadrante” e também foi citada pelos historiadores Horacio (Sat. II.3.93) e por Juvenal (VII.8.). Essa era a menor moeda romana. A moeda judaica lepton corresponderia a metade de um quadrante, ou seja, a menor moeda judaica valia menos que uma romana.

 

 

  • Denarius – era uma moeda de prata citada por Lucas10:35 após ler Mateus 20:2 aprendemos que o salário de um dia de trabalho de um funcionário era de um denario. Se lermos em Marcos 6:37 aprendemos que para alimentar 5000 pessoas seriam necessários 200 denarios, ou seja, cada denario seria suficiente para comprar comida para 25 pessoas. Portanto, o denario era uma moeda mais valiosa que um lepton.

 

 

Espero que tenha sido de grande benção para sua vida esse estudo. Todas fotos são de minha autoria e foram tiradas em Margaret River, Western Austrália.

 

Para ler outros posts sobre os livros do Novo Testamento clique aqui:

 

Livro de Mateus

 

Livro de Marcos

 

Livro de Efésios

 

Cartas de João

 

 

Se de alguma maneira o post foi útil pra vc e seus projetos, vc poderá agradecer fazendo coisas bem simples:

 

 

  • compartilhar uma das fotos em pinterest

 

  • seguir-me em pinterest

 

  • inscrever-se para receber atualizações por email através do ícone” subscribe” no blog

 

Estudo realizado após leitura do livro “ O novo testamento interpretado versículo por versículo, autor R.N. Champlin, editora Hagnos, vol. 1. E também através da leitura do estudo “ Introduccion a La bíblia, Estúdio #38 – El Nuevo Testamento”, autor Stuart Allsop, texto em espanhol. Livro “ Lucas introdução e comentário, autor Leon L. Morris, Serie Cultura bíblica, editora Vida Nova.

 

A paz do Senhor Jesus!

Emiliana Sábio

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Prove you aren't a robot *