Estudo bíblico sobre o livro de Atos

Olá amigos,

 

Hoje quero compartilhar com vcs sobre o livro de Atos, um resumo sobre o autor, data em que o livro foi escrito, temas principais, propósitos e alguns outros detalhes.

 

O livro de Atos é o quinto livro do Novo Testamento.

 

Data em que esse livro foi escrito

 

Os eruditos consideram que a data em que esse livro foi escrito seria entre 61-63 D.C. ( aproximadamente 30 anos depois dos tempos de Jesus). Essa data seria a mais provável porque no livro não há relato sobre a morte de Paulo, e a destruição do templo em Jerusalém.

 

Contexto histórico que foi escrito o livro

 

O contexto histórico que foi escrito o livro seria exatamente os anos posteriores a ressurreição de Jesus, e o crescimento da igreja primitiva.

 

Versículo chave

 

O versículo chave do livro é :

 

“ 8 Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”.” Atos 1:8

 

Esse versículo é conhecido como a Grande Comissão.

 

01-estudo-biblico-atos-2

 

Temas principais

 

Os temas principais do livro são:

 

  • O começo da igreja

 

  • A obra do Espírito Santo

 

  • O trabalho dos fundadores da igreja (principalmente de Pedro e Paulo)

 

  • Oposição contra a igreja e perseguição

 

 

Comparando o livro de Atos com Lucas quais seriam os temas similares que são enfatizados pelo autor que demonstra uma autoria única:

 

  • Universalidade do cristianismo, ou seja, a salvação não é somente para judeus, mas também para gentios. Compare os seguintes versículos:

 

Lucas 2:32; Lucas 4:23-27; Lucas 10:29-37; Lucas 17:15-18 x Atos 10:35; Atos 13:46-47, Atos 17:26-28; Atos 28:28

 

  • Destaque a obra do Espírito Santo . Compare os seguintes versículos:

 

Lucas 1:15–,35; Lucas 2:25-27; Lucas 4:1; Lucas 10:21; Lucas 24:49 x Atos 1:2,8; Atos 2:1-4; Atos 8:14-17; Atos 10:44-47; Atos 13:2,4,9; Atos 15:28; Atos 16:7; Atos 19:1-7

 

  • Ambos livros falam sobre as mulheres na obra. Compare os seguintes versículos:

 

Lucas 1:39-56; Lucas 2:36-38; Lucas 7:37,38; Lucas 8:1-3; Lucas 19:49; Lucas 23:27-29; Lucas 24:10 x Atos 1:14; Atos 5:1; Atos 9:36; Atos 12:12-13; Atos 16:13-18; Atos 18:2; Atos 24:24, Atos 25:13

 

  • Em ambos livros existe ênfases sobre a oração. Compare os versículos:

 

Lucas 11:5-13; Lucas 18:1-5,9-14; Lucas 22:39-46 x Atos 1:24; Atos 2:42; Atos 4:31; Atos 6:6; Atos 10:2,9; Atos 12:12; Atos 13:3; Atos 16:25; Atos 21:5

 

  • A palavra graça aprece 8 vezes no evangelho de Lucas e 26 vezes no livro de Atos. E não aparece nenhuma vez no livro de Mateus e Marcos, e apenas 4 vezes no livro de João. Compare os versículos:

 

Lucas 1:30; Lucas 2:40; Lucas 4:22; Lucas 6:32-34; Lucas 17:34; Lucas 17:9 x Atos 2:47; Atos 4:33; Atos 11:43; Atos 14:3,26; Atos 15:11,40; Atos 18:27; Atos 20:24,32; Atos 24:27; Atos 25:3,9

 

  • Em ambos livros existe ênfases sobre perdão de pecados. Vejamos versículos comparativos:

 

Lucas 1:77; Lucas 7:47; Lucas 11:4; Lucas 15:11-32 e Lucas 24:47 x Atos 2:38; Atos 5:31; Atos 10:43; Atos 13:38; Atos 26:18

 

Propósitos

 

O livro de Atos foi escrito com os seguintes propósitos:

 

  • documentar a história da igreja, demonstrando assim a universalidade da igreja (salvação para todos).

 

  • Declarar que o cristianismo não era um ramo herético do judaísmo, mas antes que cristianismo era o cumprimento das profecias judaicas.

 

  • Mostrar aos lideres romanos que os cristão não era nenhuma ameaça ao estado romano, e por isso deveria ser respeitado, e funcionar livremente como religião.

 

  • Defender as doutrinas e as pessoas.

 

  • Criar uma pauta, um guia para a formação das igrejas.

 

  • E mostrar o triunfo de Jesus e da igreja.

 

  • O livro foi escrito para aumentar a influência do apóstolo Paulo na igreja. E deu tão certo que a igreja passou a usar a doutrina Paulina. A igreja cristã foi regida pela doutrina paulina até Tomas de Aquino, quando então o Papa Leão XIII proclamou como oficial a doutrina de Tomas de Aquino como a doutrina oficial da igreja católica.

 

Quem é o autor do livro de Atos?

 

O livro é uma obra anônima, porque não identifica diretamente seu autor, mas é quase seguro que Lucas seja o autor do livro.

 

Se compararmos os seguintes versículos de Lucas:

 

” 3 Eu mesmo investiguei tudo cuidadosamente, desde o começo, e decidi escrever-te um relato ordenado, ó excelentíssimo Teófilo, 4 para que tenhas a certeza das coisas que te foram ensinadas.” Lucas 1:3-4

 

” 45 Então lhes abriu o entendimento, para que pudessem compreender as Escrituras. 46 E lhes disse: “Está escrito que o Cristo haveria de sofrer e ressuscitar dos mortos no terceiro dia, 47 e que em seu nome seria pregado o arrependimento para perdão de pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. 48 Vocês são testemunhas destas coisas. 49 Eu lhes envio a promessa de meu Pai; mas fiquem na cidade até serem revestidos do poder do alto”. 50 Tendo-os levado até as proximidades de Betânia, Jesus ergueu as mãos e os abençoou. 51 Estando ainda a abençoá-los, ele os deixou e foi elevado ao céu.” Lucas 24:45-51

 

” 1 Em meu livro anterior, Teófilo, escrevi a respeito de tudo o que Jesus começou a fazer e a ensinar, 2 até o dia em que foi elevado aos céus, depois de ter dado instruções por meio do Espírito Santo aos apóstolos que havia escolhido.” Atos 1:1-2

 

Percebe-se que o Livro de Atos é uma continuação do livro de Lucas. Ambos estão destinados a uma mesma pessoa, Teófilo ( que significa “ o que ama a Deus”), e por isso coincide perfeitamente. O estilo de ambos livros é idêntico, com mesmo vocabulário, e atenção aos mínimos detalhes. Ademais existem vários temas em comum entre os livros. Realmente não existe dúvida de que a mesma pessoa os tenha escrito.

 

Sabemos que Lucas não era discípulo, nem apóstolo, e sim médico (Colossenses 4:14), e provavelmente da cidade de Antioquia. Quase todos os médicos da época eram gregos, educados em Tarso, e por tanto considerando seu nome, é provável que Lucas seja grego (colossenses 4:10-11 e 14). Por tanto, Lucas é o único autor gentio (não judeu) de toda a bíblia.

 

Lucas também é autor da maior porção no Novo Testamento. O livro de Lucas e Atos em conjunto representam aproximadamente 25% de todo o NT, superando os livros de Paulo (considerando que o livro de Hebreus não tenha sido escrito por Paulo).

 

Como o livro termina abruptamente é possível que o autor tinha em mente escrever um terceiro livro para terminar a história. Não obstante, não existe nenhuma evidência de que tenha logrado escrever um terceiro livro.

 

Para ler mais detalhes sobre autoria, idioma favor clicar aqui no post sobre o Livro de Lucas.

 

Por que Lucas escreveu o livro de Atos?

 

Não existe uma menção específica sobre as razões do livro, mas considerando que seja uma continuação do livro de Lucas deve ter a mesma razão conforme está escrito em Lucas 1:1-4. Também porque em Atos 1:1 se pode entender indiretamente que Atos é uma continuação do trabalho de Jesus, ou seja, a continuação do que Jesus começou a fazer e ensinar.

 

Em que consiste a continuação do trabalho de Jesus?

 

Quais são as ultimas instruções de Jesus aos discípulos?

 

Em Atos 1:8 este versículo traz um pequeno esboço sobre a estrutura do livro: ser testemunhas em Jerusalém, Judéia e Samaria e até aos confins da terra.

 

Ao princípio do capítulo 2 temos a chegada do Espírito Santo dando poder para ser testemunhas. Depois a história sobre os “ testemunhos em Jerusalém” do capítulo 2 até o capítulo 7. O capítulo 8 até o 11 o autor conta a história das testemunhas em Judéia e Samaria. E do capítulo 12 até o final o autor conta a história sobre as testemunhas que pregaram até os confins da terra. Essa última parte podemos subdividir em dois segmentos principais:1) três viagens missionárias de Paulo relatadas em atos 13:1 ate 21:23, 2)e posteriormente a prisão de Paulo em Roma relatada nos capítulos 21:24 ate 28:31.

 

Outra maneira de ver a estrutura do livro seria que do capítulo 1 ao 12 o enfoque esta nas atividades de Pedro, centralizado em Jerusalém, predicando em Jerusalém, Judéia e Samaria. E os capítulos 13 ao 28 teria enfoque nas atividades de Paulo, centralizado em Antioquia, pregando por todo o império Romano, inclusive em Roma.

 

O ponto que marca o “ antes e depois” da igreja ocorre em Atos 2. Até esse momento a igreja consistia de apenas 120 discípulos (homens e mulheres) que eram liderados por Pedro (Atos 1:14-15). Eles estavam muito tímidos e não fizeram nada para evangelizar. Jesus já havia ascendido aos céus e os discípulos ficaram sozinhos.

 

Os discípulos estavam com as portas fechadas para orar e não fizeram mais que isso. Pedro era o líder, e a única decisão importante que tomaram foi substituir o apostolo traidor. Pedro era um pescador humilde, impulsivo e um pouco lento para entender as coisas de Deus. Ele não podia enfrentar uma multidão de pessoas, não poderia enfrentar os lideres religiosos e muito menos ser uma testemunhas. Pedro nunca havia pregado antes.

 

E de repente veio uma mudança drástica. Em Atos 2:1-13 Jesus havia prometido e agora chegou o Espírito Santo (Atos 1:1-8). Qual era o propósito do Espírito Santo segundo o texto? Duas coisas: 1) entregar instruções de Jesus aos apóstolos 2) dar poder aos discípulos para que pudessem testemunhas.

 

E que poder! Vejam o que aconteceu:

 

” 14 Então Pedro levantou-se com os Onze e, em alta voz, dirigiu-se à multidão: “Homens da Judéia e todos os que vivem em Jerusalém, deixem-me explicar-lhes isto! Ouçam com atenção: 15 estes homens não estão bêbados, como vocês supõem. Ainda são nove horas da manhã! 16 Ao contrário, isto é o que foi predito pelo profeta Joel: 17 “‘Nos últimos dias, diz Deus, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, os velhos terão sonhos.” Atos 2:14-17

 

” 36 “Portanto, que todo o Israel fique certo disto: Este Jesus, a quem vocês crucificaram, Deus o fez Senhor e Cristo”. 37 Quando ouviram isso, ficaram aflitos em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, que faremos?” 38 Pedro respondeu: “Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos seus pecados, e receberão o dom do Espírito Santo. 39 Pois a promessa é para vocês, para os seus filhos e para todos os que estão longe, para todos quantos o Senhor, o nosso Deus, chamar”. 40 Com muitas outras palavras os advertia e insistia com eles: “Salvem-se desta geração corrompida!” 41 Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas.” Atos 2:36-41

 

Depois da pregação de Pedro que demorou aproximadamente 5 minutos, a igreja multiplicou 25 vezes. De manhã a igreja tinha 120 membros e a tarde a igreja tinha mais de três mil pessoas.

 

Por que? Como eles lograrão isso? Um grupo de homens e mulheres simples, tímidos, assustados, sem um rabino, sem planos, sem recursos, e de repente se transformam em uma potente equipe evangelizadora como nunca a historia havia relatado antes.

 

A única diferença era o Espírito Santo que veio dar poder aos discípulos.

 

Em algumas bíblias esse livro se chama “ Atos dos Apóstolos”, mas em realidade o título mas apropriado seria “ Atos do Espírito Santo”, porque em realidade somente através do poder do Espírito Santo os apóstolos e discípulos puderam fazer algo. A presença do Espírito Santo relatada no livro é um tema permanente conforme lemos em Atos 1:8.

 

Até o batismo no Espírito Santo no dia de Pentecoste os discípulos não haviam conquistado muitas coisas, mas depois desse momento, os discípulos conquistaram o mundo para Jesus, e tudo graças ao Espírito Santo.

 

Alguns eventos registrados na primeira parte do livro de Atos que são bastante conhecidos:

 

  • O primeiro milagre de Pedro e João Atos 3:1-10

 

  • A prisão de Pedro e João em Atos 4:1-3, resultado da prisão de Pedro Atos 4:4, origem do poder dos apóstolos e discípulos (atos 4:8-10, 31 e 33)

 

  • A prisão e fuga dos apóstolos (atos 5:17-21)

 

  • O primeiro Mártir Estevão (Atos 6:8- 7:20)

 

 

Alguns dos eventos mais conhecidos na segunda parte do livro de Atos incluem:

 

  • A dispersão dos cristãos, e a primeira menção a Paulo (Atos 8:1-3)

 

  • A conversão de Saulo (Atos 9)

 

  • A visão de Pedro (Atos 10:9-14), e seu significado (Atos 10:27-29)

 

 

E agora alguns dos eventos mais conhecidos na terceira parte do livro de Atos (testemunhas até os confins da terra) incluem:

 

  • Primeira viagem missionária de Paulo atos 13:4-5, atos 13-14

 

  • O concilio de Jerusalém (atos 15)

 

  • A segunda viagem missionária de Paulo, Atos 15-18, Atos 16, 7,10

 

  • A terceira viagem missionária de Paulo Atos 18 a 21, Atos 21:1,26

 

  • A prisão de Paulo em Jerusalém Atos 21:27-28

 

  • Prisão de Paulo em Roma Atos 22 a 28, Atos 28:16, 30,31

 

 

01-estudo-biblico-atos

 

 

Em realidade um dos temas principais do livro de Atos é o Espírito Santo. Essa palavra aparece 96 vezes na bíblia inteira de Genesis a Apocalipses, e 41 dessas menções estão no livro de Atos. Existe 12 menções adicionais no livro de Lucas e por tanto, mas da metade das menções sobre o Espíritos Santo estão registrados nos livros de Lucas e Atos.

 

Com tanta ênfase no Espírito Santo é bastante óbvio que a obra do Espírito Santo é muito importante para o desenvolvimento da igreja e também das nossas vidas. Em realidade se pode dizer que o livro de Atos é um plano, um guia de como construir uma igreja. E fica bem claro que sem a ajuda do Espírito Santo isso é impossível.

 

Em Atos 1:12 o versículo menciona o Monte das Oliveiras. E quero compartilhar com vcs alguma informação sobre esse lugar.

 

Monte das Oliveiras, que está perto de Jerusalém, é um trecho de colinas de pedra calcária, cerca de quilómetro e meio de Jerusalém (caminho de um sábado).  A distância diz respeito a quantidade de passos que os judios podiam caminhar em um dia de sábado, ou seja aproximadamente dois mil passos conforme Ex 3:4. Essa elevação tem quatro picos, o mais alto atinge 828 metros de altura, que está defronte de Jerusalém e da colina onde foi construído o templo, voltada para o leste, através do vale de Kidron e o tanque de Siloé.

 

Jesus e seus discípulos estiveram  muitas vezes nesse Monte para descanso e meditação.

 

O Monte das Oliveiras era cercado por florestas densas, e por essa razão ele deu a montanha seu nome. Nos dias da invasão liderada por Tito, o lote foi despojado de suas árvores. Na atualidade em esse lugar existe um templo cristão para indicar onde Jesus andou.

 

O Antigo Testamento menciona o Monte das Oliveiras, em passagens como II Samuel 15:30, Neemias 8:15, Ezequiel 11:23 1 Reis 11: 7, 2 Reis 23:13.

 

Em um de seus picos algumas pessoas praticavam idolatria e por isso um dos seus picos é chamado de “montanha da ofensa.”

 

Há uma profecia que quando Jesus voltar por segunda vez no Monte das Oliveiras será dividido em duas partes, como lemos em Zacarias 14: 4.

 

Foi em algum lugar no Monte das Oliveiras que Jesus teve a sua experiência no jardim do Getsêmani. Também nesse monte Jesus ensinou e profetizou.

 

 

Para ler outros estudos bíblicos sobre o novo testamento clique aqui:

 

4 evangelhos

 

Efésios

 

Cartas de João

 

 

 

Se de alguma maneira o post foi útil pra vc e seus projetos, vc poderá agradecer fazendo coisas bem simples:

 

 

  • compartilhar uma das fotos em pinterest

 

  • seguir-me em pinterest

 

  • inscrever-se para receber atualizações por email através do ícone” subscribe” no blog

 

Estudo realizado após leitura do livro “ O novo testamento interpretado versículo por versículo, autor R.N. Champlin, editora Hagnos, vol. 1. E também através da leitura do estudo “ Introduccion a La bíblia, Estúdio #40 – El Nuevo Testamento”, autor Stuart Allsop, texto em espanhol.

 

A paz do Senhor Jesus!

 

Emiliana Sábio

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Prove you aren't a robot *