Estudo Bíblico sobre o livro de Colossenses

Olá amigos(as),

 

Em 05/11/2013 escrevi o primeiro estudo bíblico sobre um livro do Novo Testamento. Comecei escrevendo sobre o livro que mais amo: Efésios.

 

A ideia era escrever um estudo sobre cada versículo do livro de Efésios. Passei os anos de 2013, 2014 e 2015 escrevendo especialmente sobre Efésios.

 

Então, quando já havia escrito mais de 100 posts de estudos bíblicos sobre temas diversos os quais foram publicados no blog, nasceu esse projeto no meu coração de escrever sobre todos os livros do Novo Testamento, onde nossos queridos amigos leitores podem encontrar informações sobre autor, data, propósitos, temas e muito mais.

 

Em agosto de 2016 escrevi sobre o livro de Mateus, desde então, já escrevi sobre os seguintes livros do Novo Testamento:Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos, Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, 1 Carta de João, 2 Carta de João, 3 Carta de João.

 

Eu pensei que em dois meses conseguiria escrever sobre todo o Noto Testamento! Confesso haver pensado que seria mais fácil! Está sendo um grande desafio escrever tão profundo sobre a bíblia. Mas fico feliz porque escrevi 18 estudos bíblicos desde agosto de 2016, e principalmente por estar estudando a bíblia e aprendendo cada dia mais e mais.

 

Me alegra receber mensagens de pessoas que não conheço dizendo o quanto foi edificante ler cada post! Cada feedback que recebo enche meu coração de alegria e me anima a continuar escrevendo.

 

Eu sei que os estudos bíblicos geralmente não dão muito ibope, já que as pessoas estão interessadas em pesquisar outras coisas em internet, mas fico feliz de saber que desde maio de 2013 quando comecei meu blog eu sempre tenho escrito estudos bíblicos e não desisti.

 

O melhor de tudo é saber que tem estudos bíblicos com 1 visita e outros com mais de 60 mil visitas.

 

Espero que todos os que leiam não encontrem apenas informações, mas Palavras de Vida!!! Que cada estudo seja fonte do Poder de Deus e manifestação do Espirito Santo de Deus!

 

“68 Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna,” Joao 6:68

 

Me acompanhem nessa jornada, nos falta 13 livros ainda sobre o Novo Testamento! Hoje vamos por mais um livro: Colossenses.

 

Quem escreveu o livro de Colossenses?

 

O autor do livro é Paulo conforme está escrito no próprio livro. Leiamos:

 

“1 Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo,” Colossenses 1:1

  

Sabemos que existem 4 cartas que o apóstolo Paulo escreveu e que são universalmente aceitas como de autoria Paulina, quais sejam: Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas.

 

Dentre as 13 cartas atribuídas a Paulo 7 delas são chamadas de “ epístolas da prisão”. Essas 7 epístolas são: Filipenses, Efésios, Colossenses, Filemon, 1 Timóteo, 2 Timóteo, e Tito.

 

Se compararmos as 7 cartas conhecidas como epístolas da prisão chegaremos a conclusão de que 3 delas formam uma unidade distinta.

 

Efésios, Colossenses e Filemon são cartas muito similares quanto ao estilo, sugerindo que as mesmas tenham sido escritas desde um mesmo local, sob as mesmas circunstâncias.

 

Quais são as teorias em contra da autoria Paulina, vejamos:

 

  •  a heresia gnóstica atacada nessa carta parece ser de um período posterior, pois se trata de uma forma mais desenvolvida de gnosticismo

 

  • a maneira como Paulo escreveu sobre Cristo demonstra também uma teologia demasiada avançada para a época de Paulo

 

  •  muitos pensam que essa carta é muito diferente em estilo e palavras se compararmos com as 4 cartas básicas de Paulo (romanos, coríntios, coríntios, gálatas)

 

Com relação a primeira teoria a maioria dos teólogos entendem que o gnosticismo existia antes de Cristo e com o tempo se foi misturando e acrescentando Cristo em sua doutrina. Por tanto, existia várias doutrinas sobre o gnosticismo e com certeza nos tempos de Paulo havia condições religiosas e doutrinas desenvolvidas para o combate a esse tipo de gnosticismo encontrado em Colossos.

 

Apesar de que o livro de Colossenses possui uma elevada doutrina sobre Jesus, vários conceitos abordados neste livro também aparecem em outros livros do apóstolo Paulo. Cristo recebe o t’título de Senhor, e é colocado na mesma posição de Deus Pai (Romanos 1:4), (Romanos 8:9), (1 Coríntios 12:3).

 

Apesar das diferenças de estilo com outros livros, esse livro se assemelha a Efésios, como também se parece muito ao estilo do capítulo 8 do livro de Romanos. Muitas palavras utilizadas por Paulo em Romanos não necessariamente foram utilizadas em outras de suas cartas. Ademais Colossenses se parece muito a Efésios e Filemom. Além disso, nenhuma dúvida quanto a Autoria de Paulo surgiu antes do século XIX, portanto, se passaram mais de 18 séculos quando todos os teólogos em sua maioria sempre concordaram que Paulo era o autor da epístola aos crentes de Colossenses.

 

Eu apoio a autoria Paulina desse livro como a maioria dos teólogos modernos.

 

 

01 est bib col foto 3

 

 

Em que data foi escrito o livro de Colossenses?

 

O livro foi escrito entre 58-62 D.C..

 

Como já explicado acima, Efésios, Colossenses e Filemom possuem uma unidade distinta comparadas com as outras cartas escritas na prisão por Paulo. Uma das semelhanças entre essas cartas são as circunstâncias em que as mesmas foram escritas, está claro que Tíquico, Onésimo e Epafras estavam presentes na vida de Paulo quando o mesmo escreveu essas cartas, vejamos:

 

“22 E juntamente prepara-me também pousada, porque espero que, pelas vossas orações, vos hei de ser concedido. 23 Saúdam-te Epafras, meu companheiro de prisão por Cristo Jesus,” Filemom 22-23

 

“21 Ora, para que vós também possais saber dos meus negócios e o que eu faço, Tíquico, irmão amado e fiel ministro do Senhor, vos informará de tudo, 22 o qual vos enviei para o mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele console os vossos corações.” Efésios 6:21-22

 

“7 Tíquico, irmão amado, e fiel ministro, e conservo no Senhor, vos fará saber o meu estado; 8 o qual vos enviei para o mesmo fim, para que saiba do vosso estado e console o vosso coração, 9 juntamente com Onésimo, amado e fiel irmão, que é dos vossos; eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa.” Colossenses 4:7-9

 

Outra circunstância em comum entre essas cartas é que Paulo estava preso. Agora resta saber em qual cidade Paulo estava preso.

 

Não existe no livro de Atos ou nas cartas escritas por Paulo informações sobre quais cartas ele tenha escrito em cada uma das cidades em que esteve preso.

 

Portanto, qualquer discussão sobre o local de onde tenha escrito essas cartas se tratam de conjecturas.

 

Existem duas teorias a respeito, que Paulo tenha escrito desde a cidade de Roma, ou desde a cidade de Éfeso.

 

Muitos pensam que Paulo tenha escrito Colossenses e Filemom desde a cidade de Éfeso, vejamos quais são os argumentos para essa tese:

 

  • Onésimo o escravo que fugiu de Filemom, cidadão de Colossos, certamente teria ido buscar refugio em uma cidade perto de Colossos. Efésios ficava a poucos quilômetros (+/- 150km), enquanto que Roma a mais de 1.300km

 

  •  Epafras, o fundador da igreja de Colossos, deve ter ido a Éfeso buscar ajuda de Paulo para enfrentar as heresias na igreja de Colossos, ao invés de ir a Roma, que ficava a mais de 1.300km e levaria meses para viajar.

 

  • No período de aprisionamento em Roma, Paulo disse que faltava amigos e ajudadores. Ele somente cita Timóteo e Epafrodito, enquanto que nas Cartas escritas a Colossenses e Filemom Paulo cita várias pessoas que o acompanhavam. Favor comparar: Filipenses 2:20 com Colossenses 4:7-15.

 

  • Na carta escrita a Filemom o apóstolo Paulo solicita ao mesmo que lhe separe um quarto para que se hospede em sua casa, dando a entender sobre a possibilidade de sair da prisão.

 

  • Sabemos que o desejo missionário de Paulo era sair de Roma e ir a Espanha (Romanos15:23,24), por isso, seria improvável que uma vez libertado voltaria a Ásia para visitar Filemom e a igreja em Colosso.

 

Bom, em contra de essa teoria, a maioria dos teólogos concordam que Paulo estava em Roma pelos seguintes motivos:

 

  •  não existe nenhum informação bíblica de que Paulo foi preso na cidade de Éfeso

 

  • todas As citações dos pais da igreja foram de que Paulo havia escrito essas cartas desde Roma, não há qualquer citação sobre aprisionamento em Éfeso

 

Na verdade, como já disse acima, todas essas discussões não passam de conjecturas porque nos falta informações bíblicas a respeito.

 

Em que contexto histórico o livro de Colossenses foi escrito?

 

O livro foi escrito quando a igreja estava em crescimento e expansão, e o apóstolo Paulo estava preso possivelmente em Roma em concordância com a maioria dos teólogos.

 

 

Qual seria o versículo chave desse livro?

 

Poderia ser Colossenses 2:8  ou talvez Colossenses 1:15-16

 

“8 Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo;” Colossenses 2:8

  

“15 o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.” Colossenses 1:15-16

 

Qual o propósito em que o livro de Colossenses  foi escrito?

 

O livro foi escrito com o propósito de derrotar a heresia que ameaçava a igreja de Colossos.

 

Paulo recebeu a visita de Epafras o qual relatou o problema com o gnosticismo, em virtude dessa visita, Paulo deu instruções a Epafras e escreveu uma carta para responder ao problema.

 

Além disso, Paulo havia conhecido um escravo chamado Onésimo. Onésimo era escravo de um cristão da igreja de Colossos chamado Filemom. Paulo aproveita e escreve uma carta para Filemom para que ele recebesse a Onésimo e fosse generoso com ele.

 

Então, Paulo nessa mesma oportunidade escreveu para a igreja em Colossos e para um membro em particular dessa igreja chamado Filemom.

 

Vejamos qual era a heresia combatida na carta escrita aos Colossenses.

 

A heresia combatida se chama gnosticismo, e devo deixar bem claro que essa heresia se adequava a cada região geográfica onde era difundida, de acordo com a cultura das pessoas que a pregavam. Então, cada falso maestro aplicava o gnosticismo de acordo com o seu ponto de vista, de modo que os conceitos representativos dessa heresia eram aperfeiçoados por cada grupo de acordo com o “background” que cada um já tinha, misturados com elementos judaicos e cristãos. Ou seja, uma verdadeira salada de frutas!

 

Oito (8) livros do Novo Testamento foram escritos para combater o gnosticismo, entre eles citamos: Colossenses, Timóteo, Tito, as cartas de João e Judas.

 

Em Colossos os elementos que prevaleciam do gnosticismo são os seguintes:

 

  • Os gnósticos de Colossos davam grande importância aos “aeons”, anjos. Essa heresia consiste em que Jesus Cristo é considerado um anjo como qualquer outro, eles rejeitavam a humanidade de Jesus, diziam que Jesus era um anjo e não homem.

 

Paulo combateu essa heresia dizendo que Jesus é divino, sendo Filho de Deus, a imagem de Deus e Criador. Portanto, Jesus como Criador é superior aos anjos, os quais são seres criados.

 

Colossenses 1:12-16

“12 dando graças ao Pai, que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz.13 Ele nos tirou da potestade das trevas e nos transportou para o Reino do Filho do seu amor, 14 em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; 15 o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.”

 

  • Os gnósticos de Colossos adoravam aos anjos. Jesus Cristo era adorado como um anjo, ao igual que qualquer outro anjo. Os gnósticos não reconheciam a Trindade, e negavam que Jesus era o único mediador entre Deus e os homens.

 

Paulo combateu essa heresia expondo abertamente que os gnósticos praticavam cultos aos anjos, vejamos:

“16 Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, 17 que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo. 18 Ninguém vos domine a seu bel-prazer, com pretexto de humildade e culto dos anjos, metendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, 19 e não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus.” Colossenses 2:16-19

 

E também ensina a igreja a contra atacar essa heresia quando afirma que Jesus é superior aos anjos, porque Jesus é Deus, vejamos:

 

“17 E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. 18 E ele é a cabeça do corpo da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência, 19 porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse” Colossenses 1:17-19

 

  • Os gnósticos de Colossos pregavam a ideia de que os anjos também tinham o poder de criação. Eles creiam que não somente Deus criava, mas que os anjos também possuíam poder de criação.

 

O apóstolo Paulo combate essa heresia afirmando veementemente que Jesus é Deus e por isso é Criador, vejamos:

 

“9 Com efeito, na própria pessoa de Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade.” Colossenses 2:9

 

“16 porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.” Colossenses 1:16

 

 

  • Os gnósticos de Colossos pensavam que o corpo físico por ser matéria possuía o princípio do mal e que por isso deveria ser destruído. E para cooperar com esse princípio as pessoas poderiam abusar do corpo, através de uma licenciosidade exagerada. Eles acreditavam que pecar contra o corpo não afetava a alma, assim como o ouro é mergulhado na lama e não possui sua natureza modificada.

 

Paulo combate essa heresia ensinando que o verdadeiro cristão deve ter uma transformação moral em sua vida, leiamos:

 

“5 Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria. 6 É por causa dessas coisas que vem a ira de Deus sobre os que vivem na desobediência[a], 7 as quais vocês praticaram no passado, quando costumavam viver nelas. 8 Mas agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar. 9 Não mintam uns aos outros, visto que vocês já se despiram do velho homem[b] com suas práticas 10 e se revestiram do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador. 11 Nessa nova vida já não há diferença entre grego e judeu, circunciso e incircunciso, bárbaro[c] e cita[d], escravo e livre, mas Cristo é tudo e está em todos. 12 Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência. 13 Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou. 14 Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito.” Colossenses 3:5-14

 

 

  • Os gnósticos de Colossos diziam que sua teologia era superior a que era apresentada pelos apóstolos, principalmente porque o gnosticismo incorporava um lado místico a sua filosofia. O misticismo apresentado pelos gnósticos não os transformava moralmente. Isso afinal fazia com que os gnósticos aparentassem humildes, quando em realidade não eram, porque se orgulhavam de ser espirituais, com manifestações sobrenaturais e místicas.

 

Vejamos como Paulo declara a heresia gnóstica abertamente para que as pessoas possam detectá-la e defender-se:

 

“4 E digo isto para que ninguém vos engane com palavras persuasivas.” Colossenses 2:4

 

“8 Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo;” Colossenses 2:8

 

“18 Ninguém vos domine a seu bel-prazer, com pretexto de humildade e culto dos anjos, metendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão,” Colossenses 2:18

 

Paulo alerta a igreja de maneira clara para que todos tenham as ferramentas necessárias para combater essa heresia que assolava a igreja. Paulo ensina que toda essa filosofia e misticismo em verdade não libertava as pessoas do pecado, não transformava sua alma, que não passava de pura enganação, porque só através de Jesus Cristo conseguimos vencer o pecado, vejamos:

 

“20 Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, 21 tais como: não toques, não proves, não manuseies? 22 As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; 23 as quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum, senão para a satisfação da carne.” Colossenses 2:20-23

 

 

  • Os gnósticos de Colossos apresentavam um tipo de sabedoria e conhecimentos falsos porque como negavam a humanidade e a divindade de Jesus Cristo. Para eles a salvação não vinha através da fé em Jesus, mas através do conhecimento.

 

Paulo combate essa heresia dizendo que Jesus Cristo é a sabedoria revelada de Deus, e que por isso para alcançar a verdadeira sabedoria é necessário crer em Jesus, vejamos:

 

“26 o mistério que esteve oculto durante épocas e gerações, mas que agora foi manifestado a seus santos. 27 A ele quis Deus dar a conhecer entre os gentios[b] a gloriosa riqueza deste mistério, que é Cristo em vocês, a esperança da glória.” Colossenses 1:26-27

 

“2 Esforço-me para que eles sejam fortalecidos em seu coração, estejam unidos em amor e alcancem toda a riqueza do pleno entendimento, a fim de conhecerem plenamente o mistério de Deus, a saber, Cristo. 3 Nele estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento.” Colossenses 2:2-3

 

“8 Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo.” Colossenses 2:8

 

 

  • Os gnósticos de Colossos rejeitavam a expiação pelo sangue. Como negavam a humanidade de Jesus, diziam que Jesus era um anjo e que por isso não poderia sofrer, nem morrer.

 

Paulo combate essa heresia dizendo que Cristo morreu na cruz, e que o sangue de Jesus nos trouxe paz.

 

“20 e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão nos céus, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz.” Colossenses 1:20

 

 

  • Os gnósticos de Colossos diziam que como Jesus era um anjo, ele não poderia participar da natureza e dos atributos de Deus.

Paulo combate essa heresia dizendo que Jesus participa da plenitude de Deus, que Jesus é igual a Deus em sua substância e natureza.

 

“9 Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade,” Colossenses 2:9

 

  • Os gnósticos de Colossos pregavam que a salvação do homem se dava quando ele conseguisse ser reabsorvido por Deus, perdendo assim sua identidade pessoal.  Para explicar essa filosofia os gnósticos de colossos qualificavam os homens em três grupos, pregando assim uma salvação exclusiva apenas para alguns homens e não para todos:
  1. Hílicos: homens que viviam pela matéria
  2. Psíquicos: homens que viviam pela alma
  3. Pneumáticos: homens espirituais, que mediante conhecimento chegaria a ser reabsorvidos pelo Espírito de Deus

Paulo combate essa teoria, explicando que a salvação por meio de Jesus Cristo não implica em reabsorção por Deus. Cada pessoa mantém sua individualidade. O que acontece é que somos transformados, depois de salvos, passamos por um processo de santificação que nos faz parecidos a Cristo. Jesus é o cabeça da igreja, e nós como igreja, como corpo de Cristo teremos a mesma natureza da cabeça, na medida que somos transformados.

 

“9 Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade, 10 e, por estarem nele, que é o Cabeça de todo poder e autoridade, vocês receberam a plenitude.” Colossenses 2:9-15

 

 

  • Os gnósticos de Colossos haviam agregado a sua filosofia várias tradições judaicas. Por isso, faziam as mesmas restrições alimentícias que os judeus, jejuns e as cerimônias mosaicas. Pregavam a doutrina “ não provar”, “ não manusear”. A restrição de certas carnes provocou em uma dieta vegetariana, e a partir de daí alguns gnósticos possuíam práticas vegetarianas. Doutrina Aceticismo = “ não tomar, não tocar, não manusear….”

 

Paulo combate essa heresia dizendo que as restrições alimentícias do Velho Testamento são apenas sombras da Nova aliança com Cristo. Que muitas dessas restrições passaram a ser ritos religiosos, perdendo o valor e o sentido. Existe vários textos nos evangelhos que Jesus nos orienta que a comida que comemos não é tão importante quanto os desígnios do nosso coração.

 

“16 Portanto, não permitam que ninguém os julgue pelo que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. 17 Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo[d].” Colossenses 2:16-17

 

“20 Já que vocês morreram com Cristo para os princípios elementares deste mundo, por que, como se ainda pertencessem a ele, vocês se submetem a regras: 21 “Não manuseie!”, “Não prove!”, “Não toque!”? 22 Todas essas coisas estão destinadas a perecer pelo uso, pois se baseiam em mandamentos e ensinos humanos. 23 Essas regras têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e severidade com o corpo, mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne.” Colossenses 2:20-23

 

 

  • Os gnósticos de Colossos também defendiam a doutrina dos “ espíritos elementares”(stoicheia). Na astrologia “stoicheia” significava os corpos celestes que estavam no universo. E os gnósticos transferiram esse termo para designar as “essências espirituais”, que seriam as ordens angelicais. Portanto, fica claro que os gnósticos adoravam esses espíritos elementares do universo, criando para eles grupos, ordens e hierarquia, que eles chamavam de principados, domínios e poderes. Cada um desses termos representa uma classe de “stoicheia”. Afinal, a observância das festas religiosas judaicas se transformou em um meio de adoração das “stoicheia”.

 

Paulo combate essa heresia conclamando aos cristãos de Colossos a estarem firmes em Cristo, e a não se tornarem escravos de tradições humanas e princípios elementares, vejamos:

 

“6 Portanto, assim como vocês receberam Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nele, 7 enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão.8 Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo.” Colossenses 2:6-8

 

  • O gnosticismo que afetava a igreja de Colossos possuía uma mistura de judaísmo e eles também entendiam que a circuncisão era um ritual importante, e portanto, fomentavam a circuncisão dos novos convertidos ao cristianismo.

 

Paulo combatia a circuncisão dizendo que não era necessário, uma vez que aceitamos a Jesus Cristo como Senhor, Ele nos liberta do pecado e do jugo da lei, vejamos:

 

“9 Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade, 10 e, por estarem nele, que é o Cabeça de todo poder e autoridade, vocês receberam a plenitude. 11 Nele também vocês foram circuncidados, não com uma circuncisão feita por mãos humanas, mas com a circuncisão feita por Cristo, que é o despojar do corpo da carne[a]. 12 Isso aconteceu quando vocês foram sepultados com ele no batismo, e com ele foram ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos.” Colossenses 2:9-12

 

  • Os mestres gnósticos chamavam sua pregação de filosofia, e o apóstolo Paulo chamava sua pregação de vãs sutilezas.

 

“8 Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo;” Colossenses 2:8

 

“8 Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo.” Colossenses 2:8

 

Paulo declarava abertamente que o ensinamento dos mestres gnósticos se tratava de tradições de homens que não possuíam qualquer autoridade divina.

  

Bom, creio que depois dessa explicação detalhada ficou bastante claro os propósitos com que foi escrita essa carta.

 

 

01 est bib colo foto 2

 

 

Informações sobre a cidade de Colossos?

 

Colossos era uma cidade localizada em uma província Romana situada na Ásia, parte sul da antiga Frígia. Atualmente essa área é conhecida como Turquia.

 

Essa cidade ficava no vale do Rio Lico, onde era muito comum a criação de ovelhas para extração de lã. A lã era tosquiada, tingida e vendida. Daí a importância comercial dessa cidade para a região, apesar de que quando Paulo escreve para essa igreja, a cidade de Colossos já estava em declínio devido a vários fatores políticos e geográficos.

 

Para explicar a origem do nome da cidade de Colossos, e para que vcs vejam que até o nome estava ligado com a lã tingida e vendida na cidade, vou transcrever parte do livro “ Colossenses introdução e comentário, autor Ralph P. Martin, Serie Cultura Bíblica, editora Mundo Cristão” , fls.14 :

 

“ O nome “colossense” era usado para uma cor específica (colossinus) de lã tingida. (Estrabo, Geog, xii.g.16, Plinio, Hist. Nat. Xxi,56)

 

Portanto, o nome da cidade era na verdade o nome de uma cor, que eles usavam para tingir a lã que vendiam.

 

Apesar de ser uma cidade famosa e haver chegado a um ápice, outras cidades vizinhas se tornaram mais importantes: Laodicéia, Pérgamo e /Hierapólis.

 

Laodicéia situada a oeste de Colossos, se tornou sede da administração Romana.

 

Hierapólis situada ao norte de Colossos era importante porque tinha águas terapêuticas.

 

Pérgamo teve seu momento de glória depois que os romanos construíram uma estrada que ligava Roma a Pérgamo.

 

 

Quem fundou a igreja de Colossos?

 

Conforme lemos em Col 1:4 e 2:1 Paulo não foi fundador da igreja de Colossos, vejamos:

 

“4 porquanto ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que tendes para com todos os santos;” Colossenses 1:4

 

“1 Porque quero que saibais quão grande combate tenho por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e por quantos não viram o meu rosto em carne;” Colossenses 2:1

 

Lendo esses versículos supomos que Paulo não conhecia a igreja, e por isso não foi seu fundador.

 

Quem poderia então haver fundado a igreja nessa cidade?

 

Se supõe que o fundador dessa igreja tenha sido Epafras, originário da cidade e ajudante de Paulo.

 

“7 como aprendestes de Epafras, nosso amado conservo, que para vós é um fiel ministro de Cristo,” Colossenses 1:7

  

“12 Saúda-vos Epafras, que é dos vossos, servo de Cristo, combatendo sempre por vós em orações, para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de Deus. 13 Pois eu lhe dou testemunho de que tem grande zelo por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e pelos que estão em Hierápolis.” Colossenses 4:12-13

 

Quiçá Epafras tenha pregado em Colossos quando Paulo esteve vivendo em Éfeso, em sua terceira viagem missionária, conforme lemos em Atos 19:1-10:

 

“19 E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, 2 disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. 3 Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados, então? E eles disseram: No batismo de João. 4 Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. 5 E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. 6 E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas e profetizavam. 7 Estes eram, ao todo, uns doze varões. 8 E, entrando na sinagoga, falou ousadamente por espaço de três meses, disputando e persuadindo-os acerca do Reino de Deus. 9 Mas, como alguns deles se endurecessem e não obedecessem, falando mal do Caminho perante a multidão, retirou-se deles e separou os discípulos, disputando todos os dias na escola de um certo Tirano. 10 E durou isto por espaço de dois anos, de tal maneira que todos os que habitavam na Ásia ouviram a palavra do Senhor Jesus, tanto judeus como gregos.” Atos 19:1-10

 

Portanto, a maioria dos eruditos conjecturam que Epafras tenha sido o fundador da igreja de Colossos.

 

Temas Principais da carta aos Colossenses

 

Resumidamente os temas principais seriam: Cristo é suficiente, a ética cristã, e a sã doutrina.

 

O tema central é a pessoa de Cristo! Paulo usa o título Cristo 29 vezes nessa carta e usa a palavra Senhor apenas 9 vezes. Para combater as heresias gnósticas Paulo escreve uma carta com uma teologia muito evoluída sobre a pessoa de Jesus Cristo. O apóstolo Paulo descreve a Jesus como o cabeça do universo (cosmos), o Mistério de Deus revelado ao mundo, que Jesus é Deus e possui mesma essência e natureza divina, que Jesus é humano, que Jesus sendo humano morreu e ressuscitou.

 

Jesus é tão bem descrito nessa carta como em nenhum outro livro do Novo Testamento, vejamos em detalhes a descrição de Jesus no livro de Colossenses:

 

  •  Jesus Cristo é o doador da graça

 

“13 Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, 14 em quem temos a redenção[a], a saber, o perdão dos pecados.” Colossenses 1:13-14

 

  • Jesus Cristo é superior aos anjos porque é o Filho de Deus

 

“3 Sempre agradecemos a Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vocês, 4 pois temos ouvido falar da fé que vocês têm em Cristo Jesus e do amor que têm por todos os santos,” Colossenses 1:3-4

 

  • Jesus Cristo é o objeto da nossa fé

 

“4 pois temos ouvido falar da fé que vocês têm em Cristo Jesus e do amor que têm por todos os santos,” Colossenses 1:4

 

 

  •  Jesus Cristo é o Cabeça do reino celestial

 

 

“18 Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia.” Colossenses 1:18

 

  • Jesus Cristo é o objeto da inquirição ética

 

“10 E isso para que vocês vivam de maneira digna do Senhor e em tudo possam agradá-lo, frutificando em toda boa obra, crescendo no conhecimento de Deus e 11 sendo fortalecidos com todo o poder, de acordo com a força da sua glória, para que tenham toda a perseverança e paciência com alegria,” Colossenses 1:10-11

 

  • Jesus  Cristo é doador da herança

 

 

“12 dando graças ao Pai, que nos[a] tornou dignos de participar da herança dos santos no reino da luz.” Colossenses 1:12

 

 

  • Jesus Cristo fez expiação real: Jesus veio na terra como homem, sofreu e morreu na cruz. Sua morte e ressurreição possuem importância cósmica.

 

 

“14 em quem temos a redenção[a], a saber, o perdão dos pecados.15 Ele é a imagem  do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, 16 pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele.17 Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste. 18 Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia. 19 Pois foi do agrado de Deus que nele habitasse toda a plenitude, 20 e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão nos céus, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz.” Colossenses 1:14-20

 

  • Cristo é o Reconciliador entre Deus e os homens

 

 

“21 Antes vocês estavam separados de Deus e, na mente de vocês, eram inimigos por causa do mau[a] procedimento de vocês. 22 Mas agora ele os reconciliou pelo corpo físico de Cristo[b], mediante a morte, para apresentá-los diante dele santos, inculpáveis e livres de qualquer acusação,” Colossenses 1:21-22

 

  •  Jesus Cristo é a imagem de Deus, seu revelador

 

“15 Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação,” Colossenses 1:15

 

 

  • Jesus Cristo é o Criador e o sustentador da criação

 

 

“16 pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele. 17 Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste.” Colossenses 1:16-17

 

 

  • Em Cristo habita toda a plenitude de Deus

 

“9 Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade,”  Colossenses 2:9

 

 

  •  Jesus Cristo é o alvo que devemos ter quando estamos em busca da perfeição

 

“28 Nós o proclamamos, advertindo e ensinando a cada um com toda a sabedoria, para que apresentemos todo homem perfeito em Cristo.” Colossenses 1:28

 

  • Cristo inspirou os apóstolos para que escrevessem e ensinassem sobre Ele

 

“25 Dela me tornei ministro de acordo com a responsabilidade, por Deus a mim atribuída, de apresentar-lhes plenamente a palavra de Deus,” Colossenses 1:25

 

  •  Cristo é o mistério de Deus, a sabedoria revelada de Deus

 

“2 Esforço-me para que eles sejam fortalecidos em seu coração, estejam unidos em amor e alcancem toda a riqueza do pleno entendimento, a fim de conhecerem plenamente o mistério de Deus, a saber, Cristo.” Colossenses 2:2

 

 

  • Jesus Cristo compartilha conosco a plenitude de Deus

 

“9 Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade, 10 e, por estarem nele, que é o Cabeça de todo poder e autoridade, vocês receberam a plenitude.” Colossenses 2:9-11

 

 

  • Temos comunhão mística com Jesus Cristo em sua morte e ressurreição, o que nos transforma

 

“11 Nele também vocês foram circuncidados, não com uma circuncisão feita por mãos humanas, mas com a circuncisão feita por Cristo, que é o despojar do corpo da carne[a]. 12 Isso aconteceu quando vocês foram sepultados com ele no batismo, e com ele foram ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos.” Colossenses 2:11-12

 

 

  •  Jesus Cristo nos liberta da lei de Moisés e das tradições judias

 

“14 e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz, 15 e, tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz.16 Portanto, não permitam que ninguém os julgue pelo que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. 17 Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo[a]. 18 Não permitam que ninguém que tenha prazer numa falsa humildade e na adoração de anjos os impeça de alcançar o prêmio. Tal pessoa conta detalhadamente suas visões, e sua mente carnal a torna orgulhosa.” Colossenses 2:14-18

 

 

  •  Jesus Cristo regulamenta a ética  cristã pois Ele é perfeito

 

“11 Nessa nova vida já não há diferença entre grego e judeu, circunciso e incircunciso, bárbaro[a] e cita[b], escravo e livre, mas Cristo é tudo e está em todos. 12 Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência. 13 Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou. 14 Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito. 15 Que a paz de Cristo seja o juiz em seu coração, visto que vocês foram chamados para viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos. 16 Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seu coração. 17 Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai.” Colossenses 3:11-20

 

Para esclarecer sobre o tema da ética crista vou transcrever um trecho do livro “Colossenses e Filemon Introdução e comentário”, autor Ralph P. Martin, editora Vida Nova, serie Cultura bíblica, as fls.33, para que vcs possam compreender os resultados na nova vida com Jesus Cristo e o motivo da ética cristã:

“ Para Paulo, a essência da “religião” é Cristo, e o motivo principal da moral é uma experiência de morte e ressurreição (simbolizada, numa resposta da fé no batismo) em que a velha natureza morre para o próprio-eu e para o pecado, e a nova natureza é recebida como uma dádiva de Deus (2:11-13; 3.9-12). é essa nova humanidade, que é Cristo-vivendo-no –Seu-corpo, a igreja, que fornece tanto a esfera em que a moralidade cristã é definida como também o poder motivante mediante o qual os cristãos conseguem conviver na única família de Deus. Isto tem sido chamado o motivo-koinonia (na frase de A.M. Hunter no seu livro: Interpretting Paul’s Gospel, Londres, 1954, pags.104,118) que significa que as normas éticas de Paulo são achadas ao seguir a chamada: “ajam como membros do corpo de Cristo”.

 

Portanto, a partir do momento que aceitamos a Jesus como Senhor, o Espirito Santo passa habitar dentro de nos. Essa nova vida, nova humanidade e chamada de “Cristo-vivendo-no-seu-corpo”.

Por último, quero ressaltar que a carta escrita a igreja de Colossos também explica sobre a parte mística do cristianismo. Sim, o cristianismo também tem uma parte mística, e isso se refere a presença de Jesus Cristo dentro de nós. Como Cristo habita dentro de nós? Vcs já pararam para pensar nisso? Jesus Cristo enviou o Espírito Santo de Deus para habitar dentro de nós. O fato do Espírito Santo habitar dentro de nós e estar conectado com nosso corpo, alma e espírito é a parte sobrenatural do cristianismo.

 

“26 o mistério que esteve oculto durante épocas e gerações, mas que agora foi manifestado a seus santos. 27 A ele quis Deus dar a conhecer entre os gentios[b] a gloriosa riqueza deste mistério, que é Cristo em vocês, a esperança da glória.” Colossenses 1:26-27

 

 

Bom, eu espero que tenha ficado claro os temas principais dessa carta! E quero dizer que esse livro apesar de ser pequeno é um dos livros mais importantes que o apóstolo Paulo já escreveu porque fala sobre a supremacia de Cristo e apresenta uma teologia avançada sobre a pessoa de Jesus, o Filho de Deus.

 

 

01 est bib colossenses

 

 

Estudo realizado após a leitura dos seguintes livros: “ O novo testamento interpretado versículo por versículo, autor R.N. Champlin, editora Hagnos, vol. 1. E também através da leitura do estudo “ Introduccion a La bíblia, Estúdio #48 – El Nuevo Testamento”, autor Stuart Allsop, texto em espanhol, livro “Colossenses e Filemon Introdução e comentário”, autor Ralph P. Martin, editora Vida Nova, serie Cultura bíblica.

 

Eu apresentei um resumo sobre a heresia da igreja de Colossos, se vc quiser mais detalhes  deixo um link onde vc pode encontrar um dos livros da bibliografia para vc ler gratuitamente, “Colossenses e Filemon Introdução e comentário”, autor Ralph P. Martin, editora Vida Nova, serie Cultura bíblica.

 

Se de alguma maneira esse post foi benção para seus planos e sua edificação pessoal, você poderá agradecer fazendo coisas bem simples:

 

 

  • Compartilhar uma das fotos desse post em Pinterest “Pin it”

 

  • Compartilhar o post em facebook

 

Muito obrigada por visitar o blog!!!

 

Saludos,

 

Emiliana Sábio

 

4 thoughts on “Estudo Bíblico sobre o livro de Colossenses

  1. EMILIANA, mas uma vez obrigado por partilhar o livro de Colossenses. Gostaria de saber, depois de chegar tarde ao teu blog, como poderia receber os estudos anteriores, a saber : Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos, Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, 1 Carta de João, 2 Carta de João, 3 Carta de João.
    Gracias, obrigado, thanks.
    Fernand

    1. Ola Fernand, muito obrigada por visitar o blog.Feliz em saber que vc leu o estudo biblico. Para ler os outros sobre o novo testamento clique aqui nesse post http://emiliana.life/2017/03/estudos-biblicos-sobre-os-livros-do-novo-testamento/
      Nesse post vc pode clicar em cima de cada nome dos livros do NT que abrira um link com o post. Para ler outros estudos bíblicos vc pode fazer uma busca através do ícone “bible studies”, ai tem mais de 100 estudos bíblicos para vc pesquisar.Mais uma vez muito obrigada por visitar o blog! Deus te abençoe! saludos, Emiliana

      1. Prezada Emiliana
        Obrigado pelas orientações, procederei em conformidade com as suas orientações. Fé em Cristo Nosso Salvador. Que o Nosso Senhor a abençoe neste seu Ministério de partilhar a sua Palavra, O Pão da Vida.
        Cumprimentos de paz. Fernand

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


7 − two =